112 novos leitos de UTI’s foram abertos no Centro-Oeste desde fevereiro

Governador destacou a ampliação da rede no Estado e disse que hospital de campanha irá funcionar se a expansão não atender a demanda

O governador Romeu Zema (Novo) destacou, nesta quarta-feira (01), a abertura de novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Estado. Ele disse que o adiamento do pico da curva de contaminação possibilitou que o governo estadual pudesse melhorar as condições da assistência em saúde aos cidadãos. Só na macrorregião Oeste foram abertos novos 112 leitos entre fevereiro e junho, totalizando 221.

“Somente nos últimos 15 dias, conseguimos disponibilizar mais 270 novos leitos. No decorrer deste mês uma quantidade semelhante a esta passará a operar. A ampliação é um esforço conjunto entre o Estado, Ministério da Saúde, prefeituras e hospitais parceiros”, explicou.

Em fevereiro, o Estado contava com 2.072 leitos de UTI, o que representa um aumento de 56% nos leitos 3234 disponíveis hoje.

Durante a declaração virtual, o governador lamentou os 1.007 óbitos no estado em razão da pandemia da covid-19. 

“Como governador do Estado, me solidarizo aos familiares e amigos de cada uma dessas pessoas, em nome de todos os mineiros”, disse durante a transmissão realizada pelas redes sociais e pela Rede Minas.

Respiradores

Zema enfatizou, durante seu pronunciamento, que o Estado não ficou restrito em ampliar o número de leitos. “Adquirimos 1.047 respiradores, sendo que mais de 400 já chegaram. Eles vêm sendo distribuídos aos municípios de acordo com a necessidade de cada região”, afirmou.

Hospital de Campanha

Outra medida destacada pelo governador foi o Hospital de Campanha, que entrará em funcionamento assim que for necessário.

“Isso acontecerá caso a nossa capacidade de expansão de leitos não atenda mais todas as pessoas que precisam de atendimento”, disse.

Conscientização

O governador aproveitou a ocasião para enfatizar aos mineiros a gravidade da doença e a necessidade dos cuidados.

“Peço que a população reflita sobre a importância de seguirmos com as medidas de isolamento e higiene. É necessário usar máscaras e evitar aglomerações. Se possível, peço que as pessoas fiquem em casa”, avaliou.

Zema reafirmou que o governo estadual seguirá fazendo a sua parte para que o sistema de saúde consiga receber todas as pessoas que necessitarem de atendimento.

“Apesar do elevado e triste número de vítimas fatais, nenhum mineiro perdeu a batalha contra a covid-19 por falta de assistência médica”, afirmou.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.