33 casos suspeitos de pirogenia foram registrados no São João de Deus em setembro

Vigilância determinou melhorias no setor de nefrologia e está acompanhando com vistorias; Hospital divulgou algumas medidas que já foram adotadas 

A diretoria de Vigilância em Saúde da prefeitura de Divinópolis continua acompanhando as implantações se melhorias ao Complexo de Saúde São João de Deus após suspeitas de bactérias no setor de hemodiálise do hospital. Nesta quarta-feira (16), a unidade confirmou que foram registrados 33 casos suspeitos de pirogenia em setembro – reação desencadeada pela presença, na corrente sanguínea, de soluções contaminadas.

Após a constatação, de acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, Janice Soares, a prefeitura está em constante e frequente inspeção, acompanhando todo o procedimento que tem acontecido por lá. Segundo ela, o próprio hospital também tem feito as investigações das pirogenias que ocorreram. 

“Então, permanecemos em conjunto com o setor de infecção hospitalar do CSSJD, apurando e acompanhando. Precisamos fazer algumas solicitações, do ponto de vista emergencial, que eram necessárias de serem tomadas para evitar a continuidade destes casos”, contou.

Readequações

Janice Soares afirmou que as vistorias continuam no setor do hospital – Foto: Marcelo Lopes/Portal Gerais

Janice detalhou que, dentre as solicitações de readequação no setor de hemodiálise, existem relacionadas à climatização do ambiente (devido a interferência da temperatura na proliferação de microorganismos), e na da situação da desinfecção dos dialisadores, o que a diretora descreveu como algo muito importante e que teve uma atenção especifica e especial para o local.

Ainda segundo Janice, não está ocorrendo os surtos no serviço de hemodiálise no momento, mas a Vigilância em Saúde segue verificando a situação do setor.

“O serviço precisa sim fazer várias adequações na parte física, que vão demandar obras, manutenções prediais e então, vamos acompanhar, fazer um cronograma junto ao hospital, para verificar estas melhorias nas reformas”, falou.

O CJSSD, de acordo com a prefeitura, tem providenciado, principalmente em referência à desinfecção do sistema, dos dialisadores e a climatização dos ambientes de apoio, além da situação predial, a qual as duas partes negociam um prazo, devido às demandas existentes para a realização da reforma do espaço. As vistorias seguem em andamento, através da prefeitura.

CSSJD

O PORTAL GERAIS entrou em contato com o Complexo de Saúde São João de Deus, que através de uma nota, encaminhada, pela assessoria de imprensa, informou que a visita da Vigilância em Saúde na unidade de nefrologia, teve por objetivo inspecionar o relatório que já havia sido encaminhado ao hospital.

“A VISA Municipal está em vistoria rotineira em todo hospital já há 03 meses. Está fazendo seu papel de sempre ajudar os estabelecimentos de saúde a aprimorarem seus serviços. São profissionais competentes, que entendem de legislação e de processos. Sempre contribuem muito com o CSSJD. Estamos sempre em parceria”, esclareceu.

O hospital também divulgou que a VISA realizou as visitas no setor de hemodiálise ao pedido do CSSJD, pois estão sendo elaboradas propostas de melhorias para o serviço pelo próprio Complexo e foi verificado que este está com todos os processos assistenciais em conformidade com a Resolução da Diretoria Colegiada – RDC n. 11, que regulamenta os serviços de diálise. Porém, o órgão ajudou muito com sugestões para as melhorias propostas e todas foram acatadas e inseridas no projeto de reformas.

Sobre os casos suspeitos de pirogenia, o Complexo divulgou que, entretanto, não há um número certo de ocorrências confirmadas, uma vez que os médicos os encaminharam para análise e os resultados ainda não foram revelados.

Melhorias 

O Complexo de Saúde São João de Deus está substituindo todo o mobiliário das salas de hemodiálise da Unidade de Nefrologia. Nesta última semana, a instituição investiu mais R$ 68.150,00 na compra e instalação de novos aparelhos de ares-condicionados e poltronas para os pacientes.

Até o momento, foram investidos ao todo R$ 874,6 mil com a compra de: 16 novas máquinas de hemodiálise (entre junho de 2018 e janeiro de 2019); 10 ares-condicionados; 23 poltronas e 50 puffs.

Marcelo Lopes

Marcelo Lopes

É repórter do Portal Gerais. Graduado em jornalismo e apaixonado por esportes e histórias.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.