75% dos municípios aderem ao Minas Consciente

Plano propõe retomada gradual das atividades, embasada em critérios e dados epidemiológicos; Macrorregião Oeste se encontra na Onda Amarela

Agência Minas

Em coletiva virtual nesta quinta-feira (24), o secretário de Estado adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, apresentou as atualizações do Minas Consciente. “Hoje, temos 647 municípios aderidos ao plano, o que representa um impacto em mais de 14 milhões de mineiros. A maior parte do estado conta com ações coordenadas e voltadas para protocolos muito bem construídos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG)”, observou.

Nesta semana, a macrorregião Nordeste, que era a única na onda vermelha, avançou para a amarela. “Quando a sociedade local entende todas as premissas que devem ser observadas, isso se reflete nos indicadores e também no avanço de onda”, afirmou Passalio. 

A onda amarela conta, atualmente, com 767 cidades e a onda verde do Minas Consciente inclui 86 municípios. 

Orientações

Na coletiva, o secretário de Estado adjunto de Saúde de Minas Gerais, Marcelo Cabral, explicou o papel da SES-MG no desenvolvimento das atividades do Minas Consciente. “A partir das deliberações do Comitê Extraordinário Covid-19, nosso papel é fixar orientações e diretrizes. No entanto, reforçamos que a decisão final e as questões relacionadas à fiscalização cabem sempre aos municípios”, destacou.

Caso a microrregião e a macro, onde a ela está inserida, estejam em ondas diferentes do plano, o prefeito pode, de forma justificada, decidir qual onda seguir. Entretanto, o secretário pontuou que a sugestão da SES-MG é para que os municípios sempre adotem a postura mais conservadora quanto a essa decisão, optando por aguardar uma semana a mais para avançar uma onda mais segura.

“Em situações que demandam um pouco mais de cautela, convidamos os gestores municipais para participar das reuniões realizadas rotineiramente nas macrorregiões. O objetivo é entender com mais clareza e orientar de acordo com o cenário que se apresenta na cidade”, explicou.

Municípios da Macrorregião Oeste (Onda Amarela)

Aguanil, Araújos, Arcos, Bambuí, Bom Despacho, Camacho, Campo Belo, Cana Verde, Candeias, Carmo da Mata, Carmo do Cajuru, Carmópolis de Minas, Cláudio, Conceição do Pará, Córrego Danta, Córrego Fundo, Cristais, Divinópolis, Dores do Indaiá, Estrela do Indaiá, Formiga, Igaratinga, Iguatama, Itaguara, Itapecerica, Itatiaiuçu, Itaúna, Japaraíba, Lagoa da Prata, Leandro Ferreira, Luz, Martinho Campos, Medeiros, Moema, Nova Serrana, Oliveira, Onça de Pitangui, Pains, Pará de Minas, Passa Tempo, Pedra do Indaiá, Perdigão, Pimenta, Piracema, Pitangui, Santana do Jacaré, Santo Antônio do Amparo, Santo Antônio do Monte, São Francisco de Paula, São Gonçalo do Pará, São José da Varginha, São Sebastião do Oeste, Serra da Saudade e Tapiraí.

Microrregiões

Onda Verde

Divinópolis: Araújos, Carmo do Cajuru, Cláudio, Divinópolis, Itapecerica, Perdigão, São Gonçalo do Pará e São Sebastião do Oeste;

Formiga: Bambuí, Córrego Danta, Córrego Fundo, Formiga, Iguatama, Medeiros, Pains e Pimenta;

Bom Despacho: Bom Despacho, Dores do Indaiá, Estrela do Indaiá, Luz, Martinho Campos, Moema e Serra da Saudade;

Oliveira: Carmo da Mata, Carmópolis de Minas, Oliveira, Passa Tempo, Santo Antônio do Amparo e São Francisco de Paula;

Onda Amarela

Pará de Minas: Conceição do Pará, Igaratinga, Leandro Ferreira, Nova Serrana, Onça de Pitangui, Pará de Minas, Pitangui e São José da Varginha;

Onda Vermelha

Itaúna: Itaúna;

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.