Adolescente com gravidez de risco trava luta por vaga em hospital de SP

Grávida de gêmeos, ela está internada no São João de Deus, em Divinópolis, e precisa de uma cirurgia que é feita apenas em São Paulo

Ilídio Luciano

O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Divinópolis, Warlon Carlos Elias recebeu Notificação Judicial para tomar providências quanto ao pedido de internação de uma adolescente de 17 anos, grávida de gêmeos e com quadro de gravidez de risco. Ela foi diagnosticada com Síndrome de Transfusão Feto-Fetal. Complicação que ocorre quando há um desequilíbrio no fluxo de sangue entre os bebês.

A paciente necessita realizar uma cirurgia em São Paulo que, caso não seja feita, pode provocar a morte dela e dos dois bebês.

Warlon informou que a adolescente foi encaminhada por meio da Secretaria Municipal de Saúde, para o Hospital São João de Deus em Divinópolis, onde aguarda a transferência para a capital do Estado.

“Eu recebi a Ronara, que é mãe da adolescente no Conselho, conversei com o Secretário Amarildo e ele pediu para que ela fosse levada para o São João de Deus, mas o caso dela é para ser transferida para outro Hospital fora de Divinópolis, pela alta complexidade do quadro dela. O que tinha que ser feito em Divinópolis já foi resolvido”, garante.

Isentos de responsabilidades

O presidente do conselho explicou que a Secretaria Municipal e o Conselho Municipal de Saúde de Divinópolis estão isentos de responsabilidade da transferência da menor para outro hospital fora da cidade.

“Essa menina será transferida de hospital para hospital, aí não é mais responsabilidade da secretaria, é regulação do Estado. Certamente irão coloca-la em uma ambulância para ser encaminhada para Belo Horizonte e na sequência para São Paulo, porque o caso dela não é para hospitais de Minas Gerais”, desobriga-se.

Hospital Sofia 

Ronara Moreira é mãe da adolescente grávida de gêmeos e falou à reportagem do PORTAL GERAIS sobre a situação da filha que ainda aguarda, em Divinópolis, a transferência, inicialmente para Belo Horizonte.

O profissional de saúde responsável pelo atendimento à adolescente disse que o procedimento a ser tomado ainda hoje (08/01) é a transferência da paciente para o Hospital Sofia Feldman, em Belo Horizonte, para depois ser levada para o Hospital de Clínicas (HC) da capital mineira e por fim levada para o HC de São Paulo.

“Minha filha ainda está internada no Hospital São João de Deus, e precisará fazer uma cirurgia que só é feita em São Paulo. Ela tem que ser transferida para o HC de Belo Horizonte, para que de lá ela seja transferida para São Paulo. Mas, o médico que está atendendo ela disse que não estão conseguindo vaga no HC e vão leva-la para o Hospital Sofia, também em Belo Horizonte, porque estando no Sofia, ela tem mais chance de conseguir ir para o HC”, conta.

Ronara informou que a filha necessita realizar a cirurgia na capital paulista, com prazo máximo de 32 semanas de gestação (8 meses), ela que já está grávida de 28 semanas (7 meses).

“A cirurgia pode ser feita com até 32 semanas, mas há um risco de perda dos dois bebês, por isso que tem que ter o acompanhamento diário do médico no hospital”, falou.

A mãe contou que o médico que acompanha a paciente em Divinópolis disse que há a necessidade de transferência para o Hospital Sofia ainda nesta terça-feira (08/01). Ronara disse que espera a vaga no Hospital de Clínicas em BH desde o dia 23 de dezembro passado.

“Todos os exames que deveria ser feito pela equipe médica do Hospital São João de Deus já foram realizados, mas até agora ninguém informou quando a gente vai para Belo Horizonte”, declarou.

Até o fechamento desta matéria, a adolescente ainda permanecia internada no Complexo de Saúde São João de Deus em Divinópolis. Segundo a mãe, a vaga para o Hospital Sofia já foi liberada e elas aguardam apenas a efetivação da transferência.

 

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.