Bispo classifica como irresponsável e amadora liberação de atividades religiosas

Dom José Carlos manterá suspensão das missas na Diocese de Divinópolis mesmo após a edição de decreto por Bolsonaro

O bispo da Diocese de Divinópolis, Dom José Carlos emitiu nota, nesta quinta-feira (26), informando que manterá as suspensões das celebrações de missas. O presidente Jair Bolsonaro editou um decreto que torna as atividades religiosas parte da lista de atividades e serviços considerados essenciais em meio ao combate ao novo coronavírus. Com isso, os cultos religiosos podem ser realizados.

“Nós não mudaremos nada em relação ao decreto de suspensão de celebrações e fechamento das igrejas! A religião é atividade essencial, mas a vida é um bem primordial! Os idosos enchem nossas igrejas! Temos responsabilidade e compromisso social”, afirmou.

Dom José Carlos classificou a decisão do presidente como “irresponsável”.

“Não vamos participar de decisões irresponsáveis e amadoras neste momento! Obedeceremos às autoridades sanitárias locais”, finalizou.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.