Caixa inicia neste sábado pagamento da 3ª parcela do auxílio emergencial

Mais de 40 milhões de pessoas serão beneficiadas e R$ 25,9 bilhões serão injetados na economia

A Caixa Econômica Federal inicia neste sábado (27), o pagamento da terceira parcela do Auxílio Emergencial do Governo Federal para os beneficiários que receberam a primeira parcela até o dia 30 de abril e não fazem parte do calendário do Bolsa Família. Esta terceira etapa será realizada de acordo com calendário publicado nesta quinta-feira (25) pelo Ministério da Cidadania. No total, o banco disponibilizará mais R$ 19,7 bilhões para 31 milhões de pessoas.

No mesmo dia a Caixa realizará o pagamento de novo lote da segunda parcela do Auxílio Emergencial. São 8,7 milhões de beneficiários, do lote 2 (crédito da parcela 1 realizado entre 16/05 e 29/05), que receberão um montante de R$ 5,5 bilhões em benefícios. Também nesse dia, o banco creditará o quarto lote da parcela 1 do Auxílio Emergencial para 1,1 milhão de beneficiários. No total, serão disponibilizados, no lote 4, cerca de R$ 700 milhões.

Segundo o presidente Pedro Guimarães, com o anúncio deste novo calendário, 120 milhões de cidadãos serão atendidos nos próximos meses, se considerarmos, além do Auxílio Emergencial, o Saque Emergencial FGTS e o Benefício Emergencial (BEm). 

A exemplo do que foi realizado no calendário da segunda parcela do Auxílio Emergencial, os valores de R$ 600 e R$ 1.200 serão creditados na Conta Poupança Social Digital da Caixa, de maneira escalonada conforme o mês de aniversário do beneficiário.

A CEF antecipará o crédito das parcelas para compras com o cartão de débito virtual ou por meio de maquininhas em lojas físicas (QR Code). Também será possível realizar o pagamento de boletos e concessionárias. A prioridade do banco é manter o atendimento digital, de forma a evitar aglomerações de pessoas nos pontos de atendimento, seguindo os protocolos de prevenção do período de pandemia. 

Confira a seguir as datas de pagamento, de acordo com o calendário:

Saque em espécie

Os beneficiários que não utilizarem digitalmente os recursos podem optar por realizar o saque em espécie de acordo com o calendário escalonado por mês de aniversário A orientação  é para que os recursos do auxílio sejam movimentados pelo Caixa Tem.

Nas datas indicadas acima, havendo eventual saldo existente, o valor será transferido automaticamente para a conta que o beneficiário indicou, sendo poupança da Caixa ou conta em outro banco.

O banco realizou parcerias com prefeituras de 1280 cidades para a sinalização e organização das filas para facilitar a triagem fora das agências.

Bolsa Família

Mais de 1,9 milhão de beneficiários que estão no programa Bolsa Família, que tem o Número de Identificação Social (NIS) final 8, recebem o Auxílio Emergencial nesta sexta-feira (25).

O recebimento do Auxílio Emergencial por este público é feito da mesma forma que o benefício regular, utilizando o cartão nos canais de autoatendimento, unidades lotéricas e correspondentes CAIXA aqui; ou por crédito na conta CAIXA Fácil.

Confira o calendário do Bolsa Família:

Sexta-feira (26):

1.917.991 pessoas das 1.353.741 de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 8

Segunda-feira (29):

 1.920.953 pessoas das 1.355.831 de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 9

Terça-feira (30):

 1.918.047 pessoas das 1.353.780 de famílias beneficiárias do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 0

Cartão de débito virtual Caixa

O beneficiário não precisa sacar o auxílio para transacionar o dinheiro. O aplicativo possibilita que o cidadão faça transferências bancárias e ainda pague contas, como água, luz e telefone. Além disso, o app disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual Caixa. Com ele, é possível fazer compras pela internet, aplicativos e sites de qualquer um dos estabelecimentos credenciados. O cartão também é aceito em diversas lojas físicas.

Para gerar o cartão de débito virtual, o primeiro passo é atualizar o Caixa Tem. Depois, entrar no aplicativo e acessar o ícone Cartão de Débito Virtual. Feito isso, o usuário deverá digitar a senha do aplicativo. Em seguida, aparecerão os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão, além do código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”. Pronto. O cartão está disponível. O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para realizar uma nova compra é preciso gerar um novo código.

Pagamento nas maquinhas com QR Code

Além da possibilidade de uso do cartão de débito virtual, disponível para compras online, o Caica Tem também oferece a opção “pague na maquininha”, forma de pagamento digital que pode ser utilizada nos estabelecimentos físicos habilitados. É uma funcionalidade por leitura de QR Code gerado pelas “maquininhas” dos estabelecimentos e que pode ser facilmente escaneado pela maioria dos telefones celulares equipados com câmera. Quando o cliente seleciona a opção “Pague na maquininha”, no aplicativo, automaticamente a câmera do celular é aberta. O usuário deve então apontar o celular para leitura do QR Code gerado na “maquininha” do estabelecimento.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.