Skip to main content

Câmara de Itapecerica faz festa com dinheiro público, denunciam moradores

 

As dificuldades financeiras dos municípios mineiros já são conhecidas de canto a canto do Estado. Como revelado pelo PORTAL, cerca de 15 cidades da região Centro-Oeste não terão condições de arcar com 13º salário dos servidores. Já as que irão honrar o compromisso, como é o caso de Itapecerica, precisaram economizar. Contendo os desperdícios, o benefício deverá ser pago ainda no dia 20 de dezembro.

Apesar do exemplo das contas em dia da prefeitura, a Câmara Municipal vai na contramão. Enquanto o Brasil bota o pé no freio, o presidente Omar Macota autorizou a realização de uma festa, na próxima sexta-feira (20) para a entrega de comendas. O vereador se recusou a repassar o valor que será retirado dos cofres públicos, mas fontes do PORTAL informaram que pode chegar a R$ 20 mil.

Ao ser questionado pela reportagem, o presidente disse que foram convidados apenas os homenageados, entretanto negou-se a passar qualquer informação. Apesar da festa – que marca também os 226 anos da cidade, todos os servidores que conversaram com a reportagem desconheciam os nomes das três comendas. Apenas uma soube falar, mesmo assim nos orientou a solicitar informações simples e básicas por escrito.

Comendas

A prefeitura repasse mais de R$ 148 mil para a Câmara todos os meses (Foto: Divulgação)

A prefeitura repasse mais de R$ 148 mil para a Câmara todos os meses (Foto: Divulgação)

No evento serão entregues os títulos “Cidadão Honorário”, “Honra ao Mérito” e “Nossa Terra Nossa Gente”. A festa é realizada anualmente na cidade, mas diante da crise econômica os moradores esperavam outra postura dos parlamentares. A denúncia chegou através de cidadãos que preferiram não se identificar temendo represália.

“Em Itaúna, a Câmara devolveu quase R$ 1 milhão para a Prefeitura e aqui eles irão fazer festa com o dinheiro público”, afirmou um cidadão.

“Faltando água na cidade, precisando de mais investimentos e a câmara faz graça em ano de crise”, enfatizou outro morador.

De acordo com o orçamento aprovado para este ano, a prefeitura repassa R$ 148.452,63 por mês para o custeio e manutenção da Câmara Municipal, cerca de R$ 1.781.431,50 ao ano. No fechamento do ano, quando sobra recursos eles voltam automaticamente para os cofres públicos e o prefeito pode aplica-lo de acordo com a demanda do município.

Em algumas cidades mineiras, como em São João Del Rei, a Câmara devolveu R$ 800 mil. O dinheiro será revertido para ajudar a pagar a folha de pagamento dos servidores.

Já em Itaúna, como mencionado pelo morador de Itapecerica, o Legislativo irá devolver na próxima segunda-feira (23) R$ 750 mil. O valor, segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura será utilizado para pagar o 13º salário. Até o final de dezembro deverão ser repassados mais cerca de R$ 250 mil, o que totalizará aproximadamente R$ 1 milhão.

Amanda Quintiliano

Sou fundadora do Portal Gerais. Jornalista por formação e paixão. Curiosa, observadora e questionadora. Mãe da Cecília, na desafiadora e gratificante tarefa de maternar, empreender, realizar-se.

Leave a Reply