Campanha Sinal Vermelho ganha adesão em Divinópolis

O objetivo do movimento é possibilitar que mulheres em situação de violência doméstica encontrem ajuda em farmácias

Para ajudar as mulheres a comunicar a agressão, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) lançaram a campanha Sinal Vermelho para a Violência Doméstica.
O objetivo da campanha é possibilitar que mulheres em situação de violência doméstica encontrem ajuda em uma farmácia.

Para receber a ajuda, basta que a mulher compareça à farmácia com um “X” vermelho na mão, que pode ser feito com caneta ou até mesmo batom. Ao identificar o sinal, o atendente, com os dados necessários, realizará, imediatamente, uma ligação para o 190 e comunicará a situação.

Em Divinópolis o movimento ganhou apoio do Conselho de Mulher Empreendedora da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid) e do projeto “Nenhuma Mulher a Menos”.

Eles estão alertando todo o comércio local da cidade para apoiar a causa, de forma que, qualquer mulher que apareça com o sinal vermelho, as pessoas saibam identificar o que de fato ele significa.

Panfletos informativos sobre a causa e o projeto, bem como orientações acerca de como proceder caso uma vítima peça socorro estão sendo repassadas a todos os comerciantes que atuam na região central da cidade. Quanto maior a adesão do município à causa, mais mulheres poderão ser protegidas e amparadas.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.