Casos suspeitos notificados de coronavírus chegam a 66 em Divinópolis

Até o momento a cidade registrou uma confirmação para o Covid-19; 12 suspeitas foram descartadas e 66 pacientes não tiveram material colhido para teste

O novo boletim divulgado, nesta sexta-feira (20), pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de Divinópolis, aponta um salto no número de notificações do coronavírus. Já são 66 casos suspeitos notificados. O aumento ocorreu devido a nova metodologia adotada pelo município para controlar a contaminação na cidade.

Deste total, 45 pacientes tiveram material colhido para exames. Deles, um foi confirmado, 12 descartados e 32 aguardam o resultado dos exames. Vinte e um representam pacientes notificados pela rede pública e privada, mas que não tiveram material colhido para o teste.

Desses 66 pacientes, um tem menos de um ano; cinco entre 1 e 4 anos; outros cinco de 5 a 9 anos; dois de 10 a 19 anos; 28 com idades entre 20 e 39 anos; 20 entre 40 e 59 anos; e outros cinco na faixa etária de com 60 anos ou mais.

A mudança na metodologia se deu pelo fato de não ter kits suficientes para realizar os testes em todos os pacientes. Estão sendo priorizados os idosos com mais de 60 anos ou dos integrantes do grupo de risco. Em coletiva, nesta quinta-feira (19), o município informou que o Ministério da Saúde está adotando medidas para o envio de novos kits.

Nos hospitais

O único hospital a divulgar boletim foi o Complexo de Saúde São João de Deus. Na unidade 29 casos suspeitos foram notificados à Vigilância Sanitária até o final desta quinta-feira (19). Dois casos foram descartados e cinco pacientes estão internados.

Ainda segundo informações da coletiva, um paciente está internado em outro hospital particular da cidade, porém não foi revelado o nome.

 

ERRAMOS: Ao contrário do divulgado na matéria desta sexta-feira (20), Divinópolis tem 66 notificações e não 111. Os casos suspeitos com material colhido para exame e os que não tiveram o material colhido estão todos incluídos nos 66 informados pela Secretaria Municipal de Saúde. Pedimos desculpas pelo equívoco.

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Pós-graduada em Marketing e Comunicação Integrada.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.