Centenário de Itapecerica morre de COVID-19

Filha, a delegada Gorete Rios, diz que atraso na vacinação pode ter contribuído para o agravamento da doença

O centenário Antônio Teixeira Rios morreu neste domingo (22) de Covid-19. Morador de Itapecerica, ele estava internado em um hospital, em Nova Serrana. Para a filha dele, a delegada de Divinópolis, Gorete Rios, o atraso na vacinação pode ter contribuído para o agravamento da doença.

Senhor Antônio recebeu a primeira dose da vacina no dia 12 de fevereiro e foi imunizado com a segunda no dia 01 de março. Logo depois, começaram a surgir os primeiros sintomas. No último dia 11, ele foi diagnosticado com a doença.

Desde então foram várias idas e vindas à Santa Casa de Itapecerica. Ele também precisou fazer um tomografia do pulmão em Formiga. Com o agravamento, porém ainda com o quadro de saúde estável, ele precisou ser hospitalizado.

Sem vagas nos hospitais de Divinópolis, ele foi levado para Nova Serrana onde estava internado há cerca de cinco dias. Ela nega que a morte tenha sido em decorrência de falta de leitos.

“A Covid não respeita pessoas, idade, lugares no mundo. Foi muito bem tratado em Nova Serrana, fizeram de tudo. Ele não morreu porque foi para Nova Serrana, ele não conseguiu vencer a Covid”, afirmou a filha dele.

Inicialmente, o paciente foi internado na enfermaria, porém o quadro se agravou e ele precisou ser transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Senhor Antônio não tinha nenhuma comorbidade.

“Se a vacinação tivesse ocorrido antes, talvez ele tivesse pegado, mas não teria tanta dificuldade. Ele não tinha comorbidade nenhuma, tanto é que chegou aos 100 anos. Não era obeso, não tinha diabetes, andava de bicicleta até há dois anos, era super lúcido, não tinha hipertensão”, relata Dra. Gorete.

Para a delegada, a morte do pai dela – que completaria 101 anos em julho, chama a atenção para a urgência da vacinação.

“Precisamos fortalecer a ideia da vacinação. Ela está atrasada, não só para o meu pai, para todo mundo. Ninguém tem culpa, é uma guerra que temos que vencer”, afirmou, destacando a falta de conscientização.

“É uma guerra e os jovens não aceitam, estão fazendo festas clandestinas, por outro lado, as pessoas não se conscientizam. Para mim o problema é a vacinação atrasada. Se ele tivesse tomado 15 dias antes, talvez isso não tivesse ocorrido”, declarou.

Vacinação

Em uma postagem feita nas redes sociais, o prefeito de Itapecerica Wirley Reis, conhecido como Têko, alertou para uma semana que tende a ser difícil. Disse que as projeções para os próximos dias não são favoráveis. 

“É difícil prever como será esta semana, pois Minas Gerais dá sinais de um colapso no sistema de saúde. Mas a nossa missão é trabalhar para salvar vidas e quero deixar bem claro que iremos fazer o que for necessário para isso”, afirmou.

Sobre a imunização contra a Covid-19, ele disse que segue o cronograma conforme o recebimento de vacinas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde.

“Ressalto que a quantidade de doses que temos recebido em cada remessa é insuficiente para atender a demanda do nosso município, tendo em vista que a nossa população é formada por um grande número de pessoas idosas”, declarou.

Nesta terça-feira (23/03) serão vacinados, em suas residências, os idosos de 77 a 79 anos de idade, tanto na sede do município quanto nos distritos de Lamounier, Marilândia e Neolândia. Na sexta-feira (26/03) serão imunizados os moradores das comunidades rurais de Palmeiras, Lameus, Lagoa e Ponte Nova. No sábado (27/03) e domingo (28/03) que vem será realizada uma nova etapa de vacinação. A faixa etária será divulgada em meados desta semana, assim que receberem os imunizantes. 

Foto de capa: Senhor Antônio chegou a ser atendido na Santa Casa, mas precisou de ser hospitalizado em outra unidade para tratamento. (Crédito: Divulgação)

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Curiosa, observadora e questionadora.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.