Skip to main content

Centros de triagem serão instalados em Divinópolis para desafogar unidades de saúde

Após pressão do sindicato, três pontos estarão funcionando a partir de segunda-feira (24/1) para atender pacientes com sintomas respiratórios
Por 21/01/2022janeiro 25th, 2022Gerais, Outras Notícias

Após pressão, três pontos estarão funcionando a partir de segunda-feira (24/1) para atender pacientes com sintomas respiratórios

Três centros de triagem de sintomáticos respiratórios serão criados em Divinópolis para desafogar as unidades básicas de saúde. A medida também visa evitar que pacientes com demandas de outra natureza sejam, como regra, atendidos no mesmo ambiente.

A proposta é implantar os centros em diferentes regiões, o que favorece o deslocamento dos cidadãos em busca de atendimento, que funcionarão a partir de segunda-feira (24/1). Os Centros de Triagem serão:

  1. Centro de Triagem Sudeste: será implantado no estacionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto Cordeiro Martins, que será tratada de Upa Lateral. O horário de atendimento da Upa Lateral será de segunda a segunda, de 10h às 22h. Fora deste horário, os pacientes serão atendidos pela entrada principal da Upa.
  2. Centro de Triagem Norte: será implantado no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) São Sebastião, localizado na rua Orsini Gomides Campos nº 150, bairro São Sebastião. O local funcionará de segunda à sexta-feira, de 8h às 17h.
  3. Centro de Triagem Central/Sudoeste: será implantado na Escola Municipal Oribes Batista Leite, localizada na rua Itambé nº 81 no bairro Ipiranga. O local funcionará de segunda à sexta-feira, de 8h às 17h.

A instalação dos centros de triagem integra um plano de contingência divulgado nesta sexta-feira (21/1). Sem detalhar, a prefeitura disse que ele terá custo de R$200 mil.

O anúncio foi feito em meio a pressão do Sindicato dos Trabalhadores Municipais (Sintram) e ao crescente número de casos confirmados de COVID-19. A média diária saltou de 5 em dezembro para 45 em janeiro.

“A Prefeitura de Divinópolis acaba de lançar o Plano de Contingência para reduzir os impactos da nova variante da covid-19. Esse Plano só foi efetivado após a ação do Sintram junto à administração.

Nesse sentido, a Diretoria do Sintram parabeniza a todos os servidores municipais, que reagiram às condições de trabalho inadequadas e, através de denúncias, possibilitaram ao sindicato mostrar à administração a necessidade urgente de medidas efetivas para reduzir o avanço do vírus entre os servidores e, consequentemente, entre a população.

Em especial, a Diretoria do Sintram agradece ao secretário municipal de Saúde, Alan Rodrigo da Silva, que não fugiu ao diálogo e se dedicou para que o Plano de Contingência, cobrado pelo Sindicato, se tornasse realidade.

Agradece, ainda, às demais autoridades do município, que participaram do processo para a elaboração do Plano, que é uma vitória para o serviço público e para todos os cidadãos divinoplitanos.”

O Conselho Municipal de Saúde (CMS) também encaminhou ofício à Secretaria de Saúde e também ao Ministério Público cobrando ações para conter o avanço da doença em Divinópolis.

“Diante do aumento significativo dos números relacionados à pandemia em toda a região e no município de Divinópolis é preciso, novamente, de um esforço conjunto entre sociedade e poder público para frear esta crescente. O que nos preocupa é que está havendo um aumento significativo de casos dentro dos órgãos públicos municipais, o que necessita de medidas emergenciais por parte da administração.”, disse o conselho no ofício.