Skip to main content

Chuvas deixam 55 desalojados em Pitangui

"Graças a Deus estamos bem e vamos superar”, afirma uma das moradores que precisou deixar o apartamento
Por 03/01/2022janeiro 7th, 2022Gerais, Outras Notícias

“Graças a Deus estamos bem e vamos superar”, afirma uma das moradores que precisou deixar o apartamento

As chuvas causaram estragos em Pitangui neste final de semana. 55 pessoas ficaram desalojadas, segundo o Corpo de Bombeiros. O balanço foi divulgado nesta segunda-feira (3/1).

Sete pessoas foram levadas, temporariamente, para um hotel e as demais estão em casas de parentes e amigos.
Dentre elas, está Patrícia Barcelos, de 29 anos. Ela, os filhos de 2 e 10 anos e o marido estão na casa da mãe dela. A dona de casa mora em um dos apartamentos do prédio interditado neste domingo (2/1).

As primeiras ocorrências foram registradas no dia 31 de dezembro. O escorregamento de um barranco atingiu três residências às margens da BR-352 próximo ao bairro Santo Antônio deixando as estruturas comprometidas, segundo o Corpo de Bombeiros.

Na madrugada de domingo (2/1), outros 37 moradores de um prédio precisaram sair.

O imóvel de três andares e 13 apartamentos fica na rua Maravilhas no bairro Chapadão. No local, os bombeiros constataram sinais de danos estruturais em dois pilares da edificação. Havia risco iminente de novos desabamentos. Parte da área externa do primeiro pavimento desabou.

Patrícia e o marido se assustaram com o barulho.

“Quando ouvimos o primeiro estralo eu e meu marido não nos levantamos. No segundo fomos até a cozinha para ver o que era. Chegamos na janela e não vimos nada. Quando íamos para a rua ver o que era, teve o terceiro estralo e vimos a área externa no primeiro pavimento desabar”, relembra com tristeza.

“É muito triste, não sei nem explicar. Está tudo preso dentro de casa. Saímos só com a roupa do corpo, praticamente, porque não tinha como tirar nada. É ver a casa da gente e não saber se poderemos voltar. Nem sei se quero ou alguém vai querer voltar. Mas, graças a Deus estamos bem e vamos superar”, afirma.

Avaliação

O setor de engenharia da prefeitura irá avaliar os imóveis interditados. Outros já avaliados pelo Corpo de Bombeiros também serão vistoriados pela equipe técnica.

A estrutura de muro desabou em uma casa no bairro Chapadão, entretanto, a família continua no local.

“Seis pessoas continuam na residência. Pedi ao engenheiro e ao desenvolvimento social para avaliarem e eles ainda não foram levados, pois a engenharia vai me dizer se há perigo ou não, continuando a chuva até domingo como está previsto, de parte do imóvel, próximo ao barranco, ser levado”, explicou o secretário de Meio Ambiente e Assessor de Segurança Pública e Trânsito, Coronal Alberto Luiz Alves.

Caso haja risco de um novo desmoronamento, os moradores serão retirados do imóvel.

A previsão é que as chuvas intensas deem uma trégua até quarta (6/1). Já a partir de quinta (7/1) está prevista mais uma onda de instabilidade causando chuvas mais intensas.

 

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Sou fundadora do Portal Gerais. Jornalista por formação e paixão. Curiosa, observadora e questionadora. Mãe da Cecília, na desafiadora e gratificante tarefa de maternar, empreender, realizar-se.