COVID: 11 pacientes do Alto Paranaíba são transferidos para Divinópolis

Prefeito diz que acolhimento é graças a colaboração da população que respeitou as medidas e viabilizou a queda da ocupação de leitos

Os hospitais de Divinópolis acolhem onze pacientes, sendo seis da cidade de Coromandel, e cinco da cidade de Monte Carmelo, ambas localizadas no Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, para tratarem de Covid-19. Sábado (13/02), a cidade recebeu e encaminhou dois pacientes ao Hospital de Campanha da UPA. No domingo (14/02), foram amparados mais nove pacientes, dois encaminhados para o Complexo de Saúde São João de Deus e sete para o Hospital de Campanha da UPA. A rede municipal de saúde de Coromandel está em situação crítica. Só em fevereiro foram 34 transferências. Em Monte Carmelo, o prefeito fez apelo por cilindros de oxigênio vazio e alertou sobre a necessidade de transferência devido a falta de leitos. A demanda por cilindros aumentou 10 vezes. O consumo diário está em 54, segundo o prefeito.

A transferência dos pacientes foi realizada via aérea, com apoio do Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiro de Minas Gerais. E, logo em seguida, foram transportados entre o Aeroporto Brigadeiro Cabral e o Hospital de Campanha da UPA Padre Roberto e também para o Complexo de Saúde São João de Deus, pelas ambulâncias do SAMU.

“Juntos somos mais fortes!  Neste momento devemos nos unir aos municípios mineiros em favor da vida. Divinópolis está fazendo sua parte, para fortalecer a solidariedade, mas isto, graças a população divinopolitana, que colaborou e respeitou as medidas de segurança estabelecidas, fazendo com que nossos números reduzissem e tivéssemos leitos disponíveis nos hospitais”, afirmou o prefeito Gleidson Azevedo.

Toda essa operação contou com o alinhamento entre Secretaria Estadual de Saúde, CIS – URG Oeste e Prefeitura Municipal de Divinópolis. E, ela é necessária quando em uma determinada cidade não há leitos disponíveis, então é preciso buscar a alternativa assistencial mais adequada, em tempo oportuno, para o tratamento de saúde que o cidadão necessita.

Segundo a Vice-Prefeita e Secretária Municipal de Governo, Janete Aparecida, apesar de Divinópolis não estar na mesma macrorregião de Coromandel, a cidade acolhe com muita determinação e força para que esses pacientes recebam os cuidados corretos, com agilidade, para se recuperarem. E reitera a premissa do Governo de Minas Gerais que nenhum mineiro fique sem assistência.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.