Covid-19: Divinópolis deve reabrir comércio nesta quinta, 7

Lei municipal define academias como ‘serviço essencial’; Governo e comerciantes concordam com fim da ‘Onda Vermelha’

Ricardo Welbert

O comércio de Divinópolis deverá reabrir as portas aos consumidores nesta quinta-feira, 7. A decisão foi tomada nesta segunda-feira, 4, após uma reunião entre representantes do governo municipal, de lojistas e segmentos religiosos. Apenas um segmento do comércio foi autorizado a reabrir antes: as academias de ginástica, que foram classificadas em um decreto municipal como “serviço essencial”.

A decisão por deixar a atual Onda Vermelha e regressar à Onda Amarela considera os números de casos de covid-19 no município e na região. Nesta semana o município está classificado como 18 pontos, o que o coloca no quadro amarelo.

Veja gráfico com perfil dos pacientes que morreram por Covid em Divinópolis
COVID: Profissionais de saúde fazem apelo por conscientização da população

O secretário de Saúde, Alan Rodrigo Silva, avalia esse regresso é seguro. Segundo ele, o potencial de atendimento aos pacientes com a covi-19 na macrorregião é bom, com leitos de UTI com poucas taxas de ocupação como, por exemplo, em Nova Serrana e Bom Despacho.

“Na medida em que há segurança sanitária, é seguro. A situação ruim da microrregião já foi superada há quatro semanas, quando apresentou taxas de ocupação superiores a 80% em Itaúna, Campo Belo e Formiga. Diante desse cenário a gente já começou a fazer uma regulamentação para leitos da macrorregião. Isso aconteceu em outras macros. Tivemos de receber pacientes de fora, porque a situação realmente ficou caótica em algumas macros, como, por exemplo, no Vale do Aço, onde a ocupação acabou excedendo”, explica.

Comércios e igrejas

Segundo a vice-prefeita, Janete Aparecida Oliveira, a decisão de reabrir só foi tomada após uma reunião realizada durante a manhã com representantes de comércios e igrejas. Entre as condições estabelecidas está a convocação de 40 pessoas da sociedade civil para orientar os comerciantes com dicas para o combate à covid-19. O treinamento desse pessoal e os materiais educativos que eles usarão serão fornecidos pela prefeitura.

“Definimos soluções e decidimos pela retomada do comércio. A determinação do prefeito é de que a gente passasse realmente a trabalhar de forma conjunta, em prol da saúde e economia”, destaca.

Com relação às atividades religiosas, a regra que antes impunha limite de 30 pessoas por cada templo religioso já não vale mais. Ainda segundo Janete Aparecida, a lotação dos espaços de manifestação de fé religiosa deverá levar em conta também o tamanho de cada templo, que varia muito.

“Vamos continuar a fiscalização, inclusive em eventos clandestinos. Quando não há fiscalização, há prevaricação. O fiscal pode até ser punido por isso. É preciso que consigamos chegar logo à Onda Verde, para que todos possam voltar a ter os seus eventos novamente”, diz.

Transporte

O prefeito Gleidson Azevedo (PSC) se reuniu com representantes do Consórcio Transoeste, responsável pelo transporte coletivo no município, para uma negociação em prol do aumento da frota.

“A primeira reunião que eu pedi, no primeiro dia do meu mandato, foi com o pessoal do transporte. Não adianta voltar o comércio ao normal se o transporte público estiver funcionando do jeito que está. Já determinei que o transporte volte a ter toda a frota de ônibus. Também queremos reduzir para 15 o número máximo permitido por pessoa em pé no veículo”, afirma o prefeito.

Sobre um possível aumento da tarifa no transporte, que o serviço já declarou ser necessário por causa dos baixos lucros gerados pela redução na circulação de passageiros por causa da pandemia. “Já deixei bem claro [à Transoeste] que neste ano não vão aumentar a tarifa”, diz.

O Executivo informou também que pretende enviar ao Legislativo uma proposta de lei para aumentar as multas que podem ser aplicadas ao consórcio caso o serviço não seja prestado conforme o determinado pelo contrato. “Essa multa que o consórcio paga é irrisória. Pretendemos aumentar a multa, para que ela possa fazer um serviço de excelência”, finaliza o prefeito.

Ricardo Welbert

Ricardo Welbert

Ricardo Welbert, jornalista formado pela Uemg em Divinópolis e mestrando em Ciências da Comunicação na Universidade do Porto, em Portugal.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.