Skip to main content

Diretor de escola é preso após apreensão de materiais escolares afixados em seções eleitorais

By 02/10/2022Gerais

Na ocorrência, foram visualizados diversos cartazes produzidos pelos alunos, contendo dizeres ofensivos contra um dos candidatos à presidência da República

O diretor da Escola Estadual Joaquim Nabuco, no centro de Divinópolis, foi conduzido para a delegacia da Polícia Federal por propaganda irregular. Ao contrário do informado inicialmente pela Polícia Militar (PM), ele não foi preso, apenas levado até a delegacia, onde seria ouvido, assinaria um termo e liberado.

Matéria atualizada às 19h21

A Polícia Militar foi acionada pelo juiz eleitoral Marlúcio Teixeira de Carvalho, titular da 103ª Zona Eleitoral. No local, na presença do magistrado, foram constatados diversos cartazes produzidos pelos alunos, contendo dizeres ofensivos contra o candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL).

O diretor da escola foi chamado até o local. Ele relatou que os cartazes faziam parte de uma atividade desenvolvida em agosto pelos alunos.

Ainda segundo a PM, todo o material foi apreendido e o diretor foi preso e conduzido à Delegacia da Polícia Federal.

Veja a explicação do juiz eleitoral Marlúcio Teixeira: