Divinópolis: Decreto fecha bares, restaurantes, shoppings, salão de beleza a partir desta sexta

Consultas e exames médicos de rotina também estão suspensos; Força policial poderá ser utilizada para garantir cumprimento de decreto

Um novo decreto editado pelo prefeito de Divinópolis Galileu Machado (MDB) estabelece a suspensão do funcionamento aberto ao público de bares, restaurantes, shoppings, lanchonetes a partir desta sexta-feira (20) até o dia 06 de abril.  O anúncio foi feito nesta quinta (19) em coletiva on-line transmitida pelo instagram da prefeitura.

“Para fins desse decreto, considera-se shopping o conjunto de estabelecimentos de atacado e/ou varejo de diferentes bens de consumo, podendo ou não ofertar serviços e lazer (lanchonetes, restaurantes, salas de cinema, teatro, parques infantis etc.), tendo como arquitetura característica a saída das lojas voltadas para uma área de circulação comum”.

O pacotão de medidas também inclui a suspensão de cerimônias de casamento; velórios poderão durar no máximo seis horas. As visitas aos hospitais, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) também estão proibidas, assim como no sistema prisional.

Os restaurantes, bares, lanchonetes (inclusive os caminhões de comida – food trucks) somente funcionarão em modalidade em delivery, exceto aqueles nas áreas essenciais, como em hospitais. 

Bancos, padarias, supermercados, armazéns, açougues, farmácias, casas lotéricas, agências dos correios, varejões terão que controlar o fluxo de clientes, sendo vedado o consumo de alimentos dentro desses estabelecimentos. Autoescolas e clínicas credenciadas ao Departamento de Trânsito (Detran) devem suspender as aulas e atendimentos.

Todos os trabalhadores da iniciativa privada com mais de 60 anos deverão ser afastados da atividade também até o dia 06 de abril.

Também foram suspensos os alvarás de clínicas de pilates, estética, fisioterapia, salões de belezas e equipamentos afins.

“O comitê tem força de polícia e poderemos usar todas as forças de segurança pública para garantir o cumprimento deste decreto”, informou o secretário de saúde, Amarildo de Sousa.

Polícias civil, militar e Corpo de Bombeiros foram integrados ao Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus.

Como divulgado com exclusividade pelo PORTAL GERAIS, o decreto também prevê o uso de parte do hospital regional para abertura de leitos. A forma de custeio e gestão ainda será definida, assim como a quantidade exata de leitos. O Cis-Urg fala em 30 para Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) e 100 para enfermaria. Em um vídeo divulgado pelo prefeito, ele menciona 50.

Casos suspeitos

O boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) na manhã desta quinta-feira (19) aponta 43 notificações, sendo uma confirmação para Covid-19, 11 foram descartados e 31 aguardam resultado dos exames. Cinco pacientes estão internados em hospitais da cidade, sendo quatro deles no Complexo de Saúde São João de Deus.

O número de casos suspeitos irá aumentar a partir desta sexta-feira (20). O município passará a notificar também aqueles pacientes que não fizerem os exames. O município está sem kits e insumos suficientes. Serão priorizados para os testes os idosos com mais de 60 anos e integrantes do grupo de risco. Os demais entrarão no sistema a partir do diagnóstico clínico.

A médica infectologista, Rosângela Franco Guedes Ferreira afirmou que é provável que já exista em Divinópolis “transmissão comunitária”. 

“Tem um número grande de casos suspeitos, com critério para o coronavírus, mas não está sendo possível identificar por exame”, afirmou, ressaltando que falta material e que o Ministério da Saúde está providenciando.

Clínicas médicas

Ao contrário do mencionado durante a coletiva de imprensa, as clínicas médicas, odontológicas e consultórios de psicologia particulares podem funcionar normalmente.

“A recomendação é que se cumpra as medidas determinadas pelo Ministério da Saúde: o ambiente esteja arejado e que seja rigorosamente mantida a higiene do local. É necessário o uso de álcool gel, lavagens constantes das mãos e que não seja permitida a aglomeração no recinto de mais de dez pessoas. É importante ressaltar que estas medidas são necessárias para resguardar a saúde de todos, clientes, funcionários e donos dos estabelecimentos, evitando-se assim, a disseminação do novo coronavírus”, informou em nota divulgado na noite desta quinta-feira (19) pela prefeitura.

Em resposta a pergunta feita pela equipe da TV Integração, a infectologista afirmou, em coletiva, que a orientação era para que “as consultas de rotinas sejam canceladas, remarcadas, a mesma orientação para os exames de rotina”.

Funcionamento do comércio

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Divinópolis (CDL Divinópolis), a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid) e o Sindicato do Comércio Varejista de Divinópolis (Sincomércio) apresentam duas medidas que poderão ser tomadas pelos empresários do setor do comércio e serviços de Divinópolis para
prevenção e controle do novo coronavírus.

  • Escala de trabalho, reduzindo a jornada de trabalho para até seis horas. Desta forma têm-se duas equipes, uma entrando pela manhã, enquanto outra entra no início da tarde.
  • Em empresas com menos funcionários, em que não é possível o rodízio, sugerese a redução da jornada de funcionamento do comércio. O horário de funcionamento passa a ser o que se adapta melhor aos seus clientes.

 

Matéria atualizada às 21h32 com a nota da prefeitura sobre as clínicas médicas.

 

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Pós-graduada em Marketing e Comunicação Integrada.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.