Divinópolis: Restaurante descumpre decreto e vende bebida alcoólica para consumo no local, aponta denúncia

Denúncia foi feita por internauta que flagrou a prática no estabelecimento de uma pré-candidata; Fiscais estiveram no estabelecimento

Uma padaria que também funciona como restaurante foi alvo de fiscalização, neste sábado (27), no Centro de Divinópolis, após denúncia de descumprimento dos decretos municipais de enfrentamento à Covid-19. A denúncia chegou por meio de aplicativo da prefeitura. O denunciante também encaminhou à reportagem do PORTAL GERAIS fotos tiradas na tarde de sábado.

O restaurante é de propriedade da pré-candidata a prefeita de Divinópolis, Iris Moreira. Na imagem, o internauta flagrou o consumo de bebida alcoólica no local por clientes. Pelo decreto municipal, bebida alcoólica pode ser vendida apenas para ser levada.

Apesar do relato e foto, os fiscais da prefeitura não identificaram nenhuma irregularidade in loco. Em nota a prefeitura informou:

“Os Fiscais compareceram ao local e no momento da fiscalização não foi encontrado nenhum cliente consumindo bebidas alcoólicas.

Mas devido a denúncia o estabelecimento foi intimado a cumprir o decreto e não vender bebidas alcoólicas para consumir no local, além de respeitar o distanciamento necessário”.

Fotos foram registradas neste sábado (27) por um internauta (Foto: Divulgação)

“Imagem antiga”

A proprietária tratou o flagrante como “imagem antiga” de clientes que postam nas redes sociais.

“Deve ser imagem antiga, todos os clientes sempre postaram em rede social. A fiscalização esteve lá e constatou que não tinha osso e muito menos aglomeração. A padaria abre de 6 da manhã as 21h e nem lá pode-se fazer uso de consumo no local, só viagens. O restaurante funciona dentro do decreto, de segunda a sábado de 11 às 14h. Jantar, só de quarta a sexta de 18 às 22h”, argumentou.

Desabafo

Nas redes sociais a pré-candidata fez um desabafo.

“Encontro-me muito desanimada. Será que devo me candidatar à prefeitura?! Divinópolis fechando novamente, tenham certeza de que a cidade fali de vez. Já não tínhamos fomento econômico e essa terceira guerra mundial, silenciosa, sem mísseis, ainda sugada pelos politiqueiros em detrimento da ganância maldita, me faz repensar.

Se antes deste Pandemônio já era difícil, agora será muito mais. São inúmeras empresas fechadas, de todos os segmentos. O segundo semestre conseguirá ser mais assustador.

O governo federal só fala de ajudar as empresas, mas, até agora só 1% recebeu ajuda e por incrível que pareça, são as de maior capital econômico como empresas aéreas. Já não vivemos mais uma pandemia, estamos em uma endemia. Já me sinto com inveja dos astronautas, no texto de Milton Moreno, que não querem mais voltar ao planeta.

Nós empresários estamos rindo de nervosos e sobrevivendo de teimosos.

Vou então vivendo um dia de cada vez e a cada dia reafirmando que temos de reinventar a vida!

Quanto a candidatura, sinto bem forte o chamado para ajudar minha terra natal e capacitada estou. Vou enfrentar, se o povo quiser me eleger, confirmarei minha missão, se não, como pessoa do bem coletivo que sou, farei a leitura de que será um livramento”, postou.

Descumprimento

Do dia da inauguração da plataforma online, em 20 de abril deste ano, até terça-feira (23), o serviço havia registrado 1.086 chamados. Destes, 833 já foram finalizados e 252 seguiam em análise, isto é, seguem no cronograma de fiscalização da Secretaria.

 

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.