Skip to main content

Divinópolis sobe no ranking nacional de Transparência Fiscal e fica em 1º na Microrregião

By 02/07/2022Economia

Na microrregião, Divinópolis ocupava a 4º posição, atrás de Igaratinga, São Gonçalo do Pará e Cláudio

A Prefeitura de Divinópolis, através da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), anuncia que o município subiu 788 posições no ranking nacional de Transparência Fiscal da Secretaria do Tesouro Nacional.

Os dados foram divulgados pelo Governo Federal na última quarta-feira (29/6), por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (SICONFI). Os dados são referentes ao Ranking da Qualidade da Informação Contábil e Fiscal e de Modo Notável, relativos ao ano-base de 2021.

Segundo este levantamento, o Município de Divinópolis subiu da posição 2245º em 2020 para 1457º em 2021, ganhando 788 posições no ranking nacional. Na microrregião, Divinópolis ocupava a 4º posição, atrás de Igaratinga, São Gonçalo do Pará e Cláudio. Com os novos dados, Divinópolis se torna o Município mais bem avaliado regionalmente, ficando na 1ª posição.

O ranking é uma iniciativa do Tesouro Nacional que busca a melhoria da qualidade e da consistência dos dados fiscais e contábeis enviados pelos entes da Federação ao Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi).

Por esse feito, o prefeito de Divinópolis, Gleidson Azevedo, parabeniza o trabalho de toda a equipe da Secretaria Municipal de Fazenda, entidade do Município responsável pela prestação de contas e envio das informações contábeis e fiscais aos órgãos de controle estaduais e federais.

Entenda o Ranking

O Ranking da qualidade da informação é dividido em dimensões de avaliação. Cada uma dessas dimensões reúne um conjunto de verificações que têm o mesmo objetivo ou que sejam relacionadas às mesmas informações. Atualmente, existem quatro dimensões de avaliação:

Dimensão I – Gestão da Informação.

Reúne as verificações que analisam o comportamento do ente federativo no envio e manutenção das informações no Siconfi, como por exemplo o envio de todas as declarações, envios no prazo, quantidade de retificações, entre outras.

Dimensão II – Informações Contábeis.

Compreende as verificações que avaliam os dados contábeis recebidos em relação à adequação às regras do Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público – MCASP, consistência entre os demonstrativos etc.

Dimensão III – Informações Fiscais.

Agrupa as verificações pertinentes à análise dos dados fiscais contidos nas declarações. Ex.: Adequação às disposições do Manual de Demonstrativos Fiscais – MDF, consistência entre demonstrativos, entre outras.

Dimensão IV – Informações Contábeis x Informações Fiscais.

Efetua o cruzamento entre os dados contábeis e fiscais avaliando a igualdade de valores entre demonstrativos diferentes.