Do lixo ao luxo

By 31/03/2021 Blog

O grave problema do lixo, finalmente, terá solução em Divinópolis. O município mineiro está qualificado para um dos programas de investimento mais promissores do Governo Federal. Tal programa será capaz de transformar Divinópolis em referência nacional para o tratamento sustentável do lixo, como forma de geração de energia, emprego e riqueza.

Para tratarmos o lixo de uma cidade é essencial que sua destinação seja totalmente eficaz, porque, quando isso não acontece, a situação fica crítica. O município de Divinópolis-MG, por exemplo, vem enfrentando um grave problema com o lixo, pois o espaço do aterro é limitado e, dessa forma, não atende às normas ambientais. Porém, esse tipo de dilema não se restringe somente à Divinópolis e ocorre, também, em várias outras regiões brasileiras. 

O que muitos não sabem é que, fora a destinação, o processo de tratamento do lixo também tem prazos legais e termos de ajustes de conduta que devem ser apresentados, frequentemente, ao Ministério Público.

Caso contrário, os gestores municipais podem cumprir penalidades na esfera civil e criminal. 

Diante dessa difícil realidade presente no país, o Governo Federal decidiu tomar frente e contribuir, nessa empreitada, por meio do Programa de Parcerias de Investimentos. Para tratar os resíduos sólidos, Uberaba-MG e região souberam aproveitar essa ajuda e saíram na frente para beneficiarem suas cidades. Não foi fácil para elas conquistarem esse mérito, mas, depois de vários critérios técnicos rigorosos para a aprovação, finalmente terão  seus projetos licitados e colocados em leilão (dia 13/04/2021), na bolsa de valores de São Paulo-SP, e, enfim, obterão recursos (inclusive internacionais) para a concessão do tratamento do lixo. 

A região do Centro-Oeste mineiro, composta por cidades como Divinópolis, Nova Serrana, Bom Despacho e entre outras, será o segundo local a entrar nesse programa federal. Essas cidades fazem parte de um consórcio entre municípios e, dessa vez, Divinópolis-MG está encarregada de liderar o processo para melhorar o tratamento de lixo da região.

Considerando que a modelagem básica já foi bem desenvolvida em Uberaba-MG, nossa cidade poderá fazer essa implantação de uma maneira mais ágil e ainda melhor.

Neste momento, é extremamente importante que todos os prefeitos e vereadores desses municípios, que fazem parte do consórcio, sejam parceiros e participem ativamente desse processo. Se cumprirmos o cronograma, em menos de dois anos, teremos usinas de tratamento de lixo (de última geração) instaladas em Divinópolis e região. Os gestores municipais deixarão um legado vitalício, pois serão referência nacional na transformação de lixo em energia, emprego, renda e riqueza. Para nós, isso é um verdadeiro luxo!

 

Will Bueno

Will Bueno

Olá! Sou Will Bueno. Engenheiro (UFMG), Mestre em Administração Pública pela Universidade Federal de Columbia (Nova Iorque, EUA), servidor federal (efetivo) do Ministério da Economia e, atualmente, Secretário da pasta de Obras e Planejamentos do município de Divinópolis (MG). Como especialista em infraestrutura, já trabalhei no gabinete da Presidência da República e, também, criei projetos na área. Por falar em projetos, fundei o “Infra2038” e o “Divina Cidade” para melhorar a qualidade de vida de diversas pessoas pelo Brasil e, principalmente, aqui em Divinópolis. Além disso, faço parte do Movimento Agora: uma instituição que reúne profissionais técnicos extremamente comprometidos com as políticas públicas mais relevantes do país. Neste blog, vou abordar sobre temas relacionados à infraestrutura (a níveis municipais, estaduais, nacionais e internacionais) de uma maneira inovadora e transformadora.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.