Skip to main content

Eduardo e Lohanna levam puxão de orelha por ataques trocados

By 03/09/2021setembro 14th, 2021Outras Notícias, Política

Edsom Sousa cobra postura digna aos colegas; parlamentares explicam o que gera atritos 

O vereador Edsom Sousa (Cidadania), presidente da Corregedoria de Ética da Câmara de Divinópolis, deu nesta terça-feira (2/9) puxões de orelhas nos colegas Eduardo Azevedo (PSC) e Lohanna França (Cidadania) pelo tom de algumas divergências públicas entre eles.

“Vossa excelência Eduardo e vossa excelência Lohanna. É assim que tenho que me dirigir a vocês. O tratamento no parlamento é assim. Só que aqui está mais pra coisa de pugilista do que esse adjetivo. Chega! Chega! Saí do grupo de vereadores, pra ter mais isenção. Se eu ver um deslize a partir de agora, vocês podem ter certeza: vocês vão conhecer o outro lado do Edsom”, afirmou.

Edsom Sousa durante fala sobre condutas de Eduardo e Lohanna (Foto: CMD/Divulgação)

Em seguida, o parlamentar se referiu aos dois colegas como membros da “Bancada do VAR (Vereadores Artistas)”.

“Espero que acabemos com isso a partir de hoje. Façam o que quiserem, mas respondam pelos seus atos. Respondam pelos seus atos”, acrescentou.

O PORTAL GERAIS procurou os vereadores em busca das avaliações deles sobre a cobrança. Primeiro a ser citado, Eduardo se posicionou por meio da assessoria de imprensa dele.

“Edsom está na posição dele. É presidente da Corregedoria. Se ele entende que está extrapolando de ambos os lados, ele está no lugar dele ao dar esse puxão de orelha e orientar o vereador quanto à postura. A gente não viu nada de demais no posicionamento. Inclusive, Eduardo tem um relacionamento muito bom com Edsom. Ele é líder do prefeito, irmão do Eduardo”.

Lohanna França, por sua vez, também ressaltou à reportagem o respeito por Edsom e pelas colocações feitas por ele.

“Respeito e admiro o vereador Edsom Sousa e suas pontuações são legítimas”, declarou a vereadora.

Entenda a briga

O PORTAL GERAIS também pediu a Eduardo e Lohanna que expliquem, como suas palavras, os motivos que os levam a trocar farpas públicas no plenário e também na mídia.

Eduardo também teve essa questão respondida pela assessoria de imprensa.

“Esse assunto já está está bem desgastado. A verdade é que o pessoal está esgotado com esse assunto. Ela foi ao jornal e a vários lugares para poder levantar isso o tempo todo. A verdade é que o pessoal está esgotado com isso, porque não são esses os problemas da cidade. A verdade é que a população não está preocupada com a discussão Eduardo/Lohanna. E é por isso que a gente tem tentado resolver os problemas da cidade. Eduardo, inclusive, foi hoje a uma rádio e a fala dele foi justamente em cima disso. A gente tem visto que infelizmente ela tem um tipo de trabalho que é de só questionar o tempo todo. Está assim desde o início do mandato. Só posicionamentos no sentido de gerar polêmicas e problemas, enquanto a gente, não. A gente está tranquilo. A gente quer fazer o nosso trabalho: trabalhar pelo povo”.

A assessoria de Eduardo acrescenta que, apesar da citada tentativa de foco no trabalho, eventualmente ocorrem discussões mais exacerbadas, como as que ocorreram em ocasiões nas quais os vereadores travaram embates e se levantaram na Câmara.

“Um fala daqui, a outra fala dali. Isso aqui é o parlamento. É algo extremamente natural do parlamento. Todo mundo que se candidata tem de estar disposto a isso. Agora, o que é lamentável é a pessoa tirar essa discussão do âmbito realmente político e levar para o vitimismo e falar que é porque é mulher. Uma mentira. Um vitimismo que não agrega em nada e não ajuda em nada à luta verídica das mulheres em defesa dos seus direitos. Ela comparou, por exemplo, que falar de ‘mimimi’ com uma mulher é algo digno de Lei Maria da Penha. Olha que nível de comparação. A lei Maria da Penha é uma lei extremamente importante em defesa das mulheres que são agredidas. Vir falar eu uma pessoa que falou em ‘mimimi’ ao discordar de você é algo comparável com Maria da Penha? São debates que empobrecem o próprio parlamento e levam a discussão pra um nível muito raso, baixo. A gente não entra nesse tipo de discussão. Por nós, esse assunto já deu. Vamos esperar a Corregedoria investigar e naturalmente não vai render nada, porque não houve nada”, declarou a assessoria de imprensa de Eduardo Azevedo.

Assessoria de Eduardo diz que Lohanna distorce falas dele (Foto: CMD/Divulgação)

Lohann França, por sua vez, disse que tenta fazer o que sugeriu o vereador Edsom Sousa, mas se vê frequentemente impedida por ataques feitos por Eduardo.

“Também prefiro me concentrar apenas no meu trabalho pelos divinopolitanos. Mas, devido às mentiras proferidas pelo vereador Eduardo, como dizer que sou ‘contra a família’ – sendo autora da lei que protege as crianças autistas e a vereadora que acompanha todo o trabalho da Secretaria Municipal de Educação de perto – e que sou ‘comunista’ – sendo que sou a autora da lei de Liberdade econômica municipal e meu partido é o Cidadania –, precisei gastar meu tempo e minha energia com essa representação. Repito: o vereador Eduardo não me critica. O vereador mente. Mente descaradamente e sabe disso. Apesar disso, não deixei de trabalhar nenhum dia. Sigo fiscalizando de perto nossa cidade”, finalizou Lohanna França.

Lohanna diz que Eduardo mente sobre ela (Foto: CMD/Divulgação)

Ricardo Welbert

Ricardo Welbert

Jornalista | Repórter do Portal Gerais e da Mais FM | Antes: G1, GloboEsporte.com, TV Integração, Jornal Agora e + | Mestrando em Ciências da Comunicação na Universidade do Porto, em Portugal.