Skip to main content

Equipe social é designada para prestar apoio à família vítima de crime brutal

Homem esfaqueou a ex-naramora e a filha dela e ateou fogo na casa; Elas morreram

A Prefeitura de Divinópolis designou uma equipe social para acompanhar e dar apoio à família vítima de um crime brutal na madrugada desta segunda-feira (30/5) no bairro Padre Eustáquio.

A mulher, de 36 anos, foi esfaqueada pelo ex-namorado, de 44 anos. Ele também matou a filha dela. Após cometer o crime, o suspeito ateou fogo.

Na casa, ainda estavam outras três pessoas, um adolescente, de 15 anos, também atingido pelo homem a facadas e duas crianças, de 3 e 5 anos, que não ficaram feridas.

O suspeito invadiu a casa enquanto a família dormia. Com várias passagens pela polícia, dentre elas tentativa de homicídio, lesão, furto, roubou, ele está foragido.

Em nota, o órgão lamentou e repudiou o ocorrido. 

Leia na íntegra:

“A Prefeitura de Divinópolis lamenta profundamente o fato ocorrido na madrugada de hoje (30/5) em residência no bairro Padre Eustáquio, onde uma família inteira foi brutalmente atacada por um meliante com diversas passagens pela polícia.

Com pesar, presta condolências a familiares a amigos de mãe e filha que faleceram, vítimas desta violência brutal. Os crimes contra a mulher e a família, infelizmente, são recorrentes em todo o país e, mesmo com medida protetiva não é suficiente para impedir tal brutalidade.

É com muita tristeza que recebemos hoje esta notícia. A equipe social do Cras da região já foi designada para acompanhar a família e prestar assistência no que for necessário.

A Prefeitura de Divinópolis não medirá esforços para continuar trabalhando, junto à sociedade, forças de segurança, políticas públicas de proteção à violência doméstica.”

Mãe e filha de 12 anos são mortas a facadas; Suspeito incendiou a casa