Estado sinaliza R$3,6 milhões para abertura do Hospital Regional

Ala para receber pacientes com COVID-19 deve ser concluída em 30 dias a partir do recebimento do dinheiro

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) informou que o governo de Minas, através da Secretaria de Estado de Saúde, sinalizou que fará um possível repasse em torno de R$ 3,6 milhões viabilizar obras de adequação, para abertura de leitos de hospital de campanha na estrutura do Hospital Regional de Divinópolis. Esse valor será utilizado para a adequação de uma ala que será utilizada para tratamento de pessoas com Covid-19 e para compra de equipamentos.

Concretizando esse repasse para a obra, o estado fará também um repasse mensal de aproximadamente R$ 950 mil para custeio dos leitos que poderão ser abertos nesta unidade, sendo 40 de enfermaria e 20 de CTI.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Alan Rodrigo da Silva, a expectativa é de que em até 30 dias, após o envio do repasse financeiro, as adequações na obra estejam concluídas.

“Caso se concretize, esse recurso será utilizado para adequação da área que está praticamente finalizada e das áreas de apoio para que a estrutura se torne viável para funcionar e também para a compra de alguns equipamentos. O projeto de viabilização da obra está pronto e já temos todo o layout. Estamos preparados para iniciar a obra”. 

O secretário informou ainda que, além da contratação de profissionais para atuar na unidade, esta ala contará com apoio das universidades como UFSJ e Uemg.

A unidade deverá receber pacientes da macrorregião Oeste. Na semana passada, uma equipe técnica do governo do estado esteve na cidade visitando a obra que completou 10 anos. O governo do estado já antecipou que ela será incluída na indenização da Vale. Porém, até o momento não confirmou o repasse mencionado para conclusão da ala que atenderá pacientes com COVID-19.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.