Skip to main content

Divinópolis encerra 2022 com superávit de mais de 11% na balança comercial

Por 20/01/2023janeiro 23rd, 2023Gerais

Produtos foram exportados para 26 países; Ferro fundido, ferro e aço, além de farmacêuticos se destacam

No acumulado anual da balança comercial, Divinópolis obteve um superávit no comércio com o mercado internacional. Conforme divulgado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o município registrou um saldo de US$ 63.883.758, o que representa um aumento de 11.2% em comparação com 2021.

No ano de 2022, o município totalizou US$ 113.312.433 em exportações. A diretoria da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid) comemorou os resultados e adianta que, em 2023, diversas ações serão executadas para estimular ainda mais o desenvolvimento das empresas associadas e o empreendedorismo na cidade.

De acordo com o consultor da Acid, Márcio Mourão, que computou os dados abertos sobre comércio exterior, divulgados pelo governo federal, os destaques das exportações na cidade foram para ferro fundido, ferro e aço, que fechou o ano com US$ 97,4 milhões (164 mil toneladas) em exportações, seguido por produtos farmacêuticos com US$ 10,3 milhões (43 toneladas).

Os principais países importadores foram Estados Unidos (US$ 56,6 milhões) quase a totalidade em ferro e aço, Reino Unido (US$ 11,4 milhões), quase a totalidade em produtos farmacêuticos e o México (10,9 milhões) também com quase o total em ferro e aço.

Divinópolis exportou para 26 países em 2022. Além dos já citados, outros países como Bolívia, China, Turquia, Taiwan e Holanda, tiveram participações relevantes no resultado da balança comercial.

Importação

Em importações, também 26 países forneceram produtos para Divinópolis, um total de US$ 49.428.675, sendo que os maiores volumes foram da China (US$ 27,2 milhões) a maior parte em produtos laminados (metais), seguido por tecidos, e do Paraguai (US$ 14,3 milhões) quase a totalidade em arroz (34 mil toneladas).

Márcio Mourão pontuou que é importante considerar que o estado de Minas Gerais fechou 2022 com superávit na balança comercial, no entanto o resultado foi inferior 11,15% se comparado com o saldo positivo de 2021, ou seja, houve um recuo na balança comercial em relação ao ano passado.

Já Divinópolis o saldo positivo na balança comercial foi maior em 2022 em relação a 2021.

“Considerando os resultados do estado, vemos que o superávit da balança comercial de Divinópolis demonstra a importância da indústria local para a economia mineira, principalmente para o Centro-Oeste do estado”, disse.

Porta-voz dos empresários

A presidente da Acid, Alexandra Galvão, destacou o histórico de atuação da Acid como porta-voz dos empresários ao longo dos seus 70 anos de existência e disse que esse crescimento nas exportações, impulsionado pelas indústrias, é motivo de comemoração para a classe.

“A força da nossa indústria para economia do estado e do Brasil é evidente e esperamos que cada dia mais as nossas reivindicações e anseios possam ser atendidos pelo poder público. É preciso ouvir a classe e a cada dia criar um ambiente favorável para o crescimento e a expansão das empresas e incentivar também o empreendedorismo na nossa cidade. A Acid tem essa missão de apoio e suporte aos empresários, buscando o desenvolvimento e competitividade das empresas”, declarou.