Exposição sobre aleitamento materno passa a ser itinerante

 

A exposição pode ser conferida na Câmara até dia 1º (Foto: Patrícia Rodrigues/PMD)

A exposição pode ser conferida na Câmara até dia 1º (Foto: Patrícia Rodrigues/PMD)

Uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis (Semusa), vem chamando a atenção de quem vai àquela secretaria, na rua Minas Gerais 900. Trata-se da exposição de banners que retratam o momento mágico da amamentação, evidenciando a troca entre mãe e filho.

 

A campanha, que mostra fotos de servidoras e seus bebês, foi criada para divulgar a Semana Mundial de Amamentação, comemorada no início de outubro.

 

A ideia deu certo, e depois de ser vista por centenas de pessoas na Semusa, a exposição foi transferida para a Câmara de Vereadores, onde ficará à disposição do público até o dia 1º de novembro. Da Câmara, a exposição seguirá, no dia 4 de novembro, para o espaço cultural do Shopping Pátio Divinópolis, onde permanecerá até 11 de novembro.

 

Segundo o apoio técnico em Saúde da Criança, Cynthia Camila de Oliveira, a mostra teve boa repercussão. “Conseguimos expressar a importância do aleitamento materno para a saúde da criança e, assim, contribuir para que mais mães adotem essa prática”, disse.

 

Para a Semusa, a abertura dada para que a exposição seja instalada em outros espaços só contribui para que a mensagem chegue, cada vez mais, a um número maior de pessoas. O leite materno é o alimento mais completo e equilibrado que a criança deve receber até os seis meses de vida, e a campanha é importante para garantir o acesso a esse alimento.

 

Mesmo com toda a informação, o índice de aleitamento materno exclusivo, até seis meses de idade, é baixo, em torno de 50%. Para Inês Alcione Guimarães, da equipe de apoio da diretoria de Atenção à Saúde, este dado só reforça a necessidade de iniciativas como essa. “Esta ação visa contribuir com trabalho que já é realizado, incentivando a amamentação, que é de extrema importância para o bebê, a mãe e a família. As crianças amamentadas no peito são mais saudáveis, mais tranquilas e mais felizes, e serão adultos saudáveis”, afirmou Inês Alcione.

 

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Curiosa, observadora e questionadora.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.