Skip to main content

Falta de medicamento oncológicos repassados pelo estado compromete atendimento: “crítica situação”

By 04/10/2022Saúde

Hospital informa que a última remessa é suficiente para atender 12 pacientes por apenas cinco dias

O Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD) emitiu uma nota informativa sobre a “crítica situação” do estoque de medicamentos oncológicos fornecidos pelo governo do Estado.

Em nota, o hospital informa que a última remessa é suficiente para atender 12 pacientes por apenas cinco dias.

Veja a nota na íntegra:

“O Complexo de Saúde São João de Deus informa a toda sociedade por meio desta, sobre a crítica situação em que se encontram os estoques de medicamentos oncológicos fornecidos pelo Estado de Minas Gerais e o que pode comprometer o tratamento de pacientes desta especialidade.

Na última solicitação realizada ao Estado, no dia 12/09/2022, do medicamento Dasatinibe 100mg comprimido, foi solicitada a quantidade de 390 comprimidos, que seria suficiente para atender 12 pacientes durante todo o mês. Entretanto, foram disponibilizados ao CSSJD apenas 60 comprimidos, possibilitando o atendimento destes 12 pacientes por apenas 5 dias.

Já o medicamento Dasatinibe 20mg, foram solicitados 240 comprimidos, o suficiente para atender 2 pacientes em tratamento oncológico durante o mês de outubro. Todavia, não nos foi repassada nenhuma quantidade do referido medicamento, comprometendo assim o tratamento dos pacientes que o utilizam.

Certos da importância destes para o tratamento de nossos pacientes, o Complexo de Saúde São João de Deus informa que segue na busca constante para a solução deste problema, embora tenha conhecimento de que se trata de um problema nacional, afetando muitas outras instituições que já passam dificuldade na obtenção destes medicamentos pelo Estado, através do Ministério da Saúde.”

A reportagem do PORTAL GERAIS entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) e aguarda posicionamento.