Skip to main content

Faltam estratégias estruturadas de vendas no varejo de Divinópolis, aponta diagnóstico

Por 06/12/2022dezembro 9th, 2022Economia

O programa da CDL e Sebrae avaliou 1401 empresas do comércio da cidade

O diagnóstico parcial do Programa Varejo +, uma ação realizada através da parceria Câmara de Dirigentes Logistas (CDL) de Divinópolis e Sebrae apontou que as empresas avaliadas não possuem estratégias estruturadas de vendas. Isso, segundo o relatório apresentado na sexta-feira (2/12), impacta no planejamento financeiro, na inserção digital e na orientação da equipe.

O programa, lançado em agosto, avaliou 1401 empresas do comércio de Divinópolis, até o momento. Essas empresas tiveram seus processos e resultados avaliados e receberam um relatório individual sobre fatores a serem melhorados para impulsionar seus resultados.

O relatório mostrou, dentre outros pontos, que somente 6% das empresas avaliadas utilizam indicadores de desempenho de vendas, 19% elaboram projeções financeiras e 17% possuem estratégias para marketing digital e somente 8% possuem uma rotina de treinamentos para seus funcionários.

Um dado positivo apresentado foi que 74% das empresas possuem atendimento via WhatsApp, por outro lado 79% ainda não possuem um site institucional e a grande maioria não possui estratégia de inserção digital. Foi observado também que boa parte das empresas possuem oportunidades de melhoria nos seus processos de gestão.

Segundo o analista do Sebrae Victor Mota, uma jornada ideal para aumentar as vendas e melhorar os resultados do pequeno varejo deve buscar identificar oportunidades de melhoria, potencializar a atração e retenção de clientes, obter maior presença digital, aumentar a conversão de vendas e aprimorar os processos de gestão e operação.

“Os parâmetros de desempenho do comércio divinopolitano mostram números bem expressivos, o que podemos concluir que as empresas ainda não trabalham de uma forma efetiva suas estratégias comerciais. Elas precisam avaliar seus números como número de clientes que atende, a taxa de conversão, o ticket médio, para conseguir criar estratégias assertivas para o negócio e os números mostram que isso ainda é uma carência na maioria das empresas”, pontuou o analista do Sebrae.

Para o presidente da CDL Divinópolis, Heider de Freitas, o programa Varejo Mais é de extrema importância para a entidade e para os empresários divinopolitanos.

“Ao mapear o que está acontecendo no varejo em Divinópolis, o programa nos dá oportunidade de apresentarmos soluções mais assertivas para nosso associado. O diagnóstico nos mostrou uma realidade que a gente não conhecia. É importante que todos os comerciantes participem desse programa, que deverá se estender até o ano que vem. A participação é gratuita e o retorno é imediato, com uma avaliação dos resultados da empresa, com seus problemas e potenciais a serem explorados, dando um norte ao empresário”, avalia Freitas.

Empresários que desejam participar do diagnóstico ainda este ano é possível se inscrever por meio deste site, e receber atendimento personalizado até o fim de 2022.