Férias Gravatá trará 21 apresentações para Divinópolis

Os espetáculos acontecem de quinta a domingo em horários diversos e abrangem todas as faixas etárias

O projeto “Férias Gravatá” será realizado no Teatro Gravatá e vai até 09 de fevereiro. A iniciativa tem o objetivo de fomentar a cultura local e suprir a demanda por espetáculos artísticos nesta época do ano. Serão 21 apresentações, de 16 companhias e artistas de Divinópolis e outras cidades.

Os gêneros variam do infantil, improviso, drama, comedia, stand-up, teatro de bonecos, palhaçaria e outros. Os espetáculos acontecem de quinta a domingo em horários diversos e abrangem todas as faixas etárias.

Os ingressos custam R$30 inteira e R$15 meia ou antecipado e devem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou na Boutique do Livro.

Samira Cunha, coordenadora do teatro, explica que o projeto não gerará custo com locação do local para os artistas e parte da renda arrecadada será investida no local para futuras apresentações, projetos e melhorias das acomodações.

“40% do valor arrecadado de cada apresentação será revertida para o Teatro Gravatá, assim teremos como continuar as melhorias”, comemora.

O secretário de Cultura Gustavo Mendes salienta que o projeto é uma novidade e teve o apoio dos realizadores e artistas.

“A iniciativa é inédita. Nunca, em toda história do teatro divinopolitano tivemos um projeto como o Férias Gravatá. Ele surgiu de uma ideia de dois artistas e servidores da prefeitura, que procuraram a secretaria para oferecer espetáculos teatrais para os cidadãos durante uma época que temos uma queda nas produções artísticas. Todos os artistas convidados abraçaram a ideia  e desde o início nos ajudam com a divulgação do evento”, ressalta Gustavo.

Segundo um dos idealizadores do projeto, Hamilton Costa, foi surpreendente ver o quanto é rica a diversidade cultural de Divinópolis.

“Estou há muitos anos na área e não sabia dessa diversidade toda. Teremos espetáculos para todos os gostos e idades e esperamos que a população venha nos prestigiar”, disse.

Fabricio Ribeiro, idealizador do projeto ressalta que nesta primeira edição não tem nenhum valor da lei de incentivo a cultura municipal ou estadual.

“Foi bacana ver que todos os incentivos vieram por parte de captação das próprias companhias, pode ser que nas próximas edições aconteça de termos outros tipos de patrocínio. Mas ver que em Divinópolis tem companhias de teatro que são capazes de se produzir e trazer grandes espetáculos para o público é muito importante”, completa Fabrício.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.