Grau de risco aumenta e Divinópolis fica próxima da onda vermelha

“Precisamos manter os cuidados com o uso de máscaras e higienização das mãos”, alerta secretário de saúde

A macrorregião continua na Onda Amarela, mas o grau de risco em relação à Covid-19 registrou um salto considerável em uma semana, conforme o Programa Minas Consciente do Governo de Minas. Apesar da sexta semana seguida na mesma fase, a Região Oeste está a três pontos da Onda Vermelha, isso deixa Divinópolis mais próxima da fase mais restritiva do programa.

Conforme a deliberação do Comitê Estadual Extraordinário da Covid-19, a Região Oeste atingiu 17 pontos e ficou a três da Onda Vermelha, fase mais restritiva do Programa Minas Consciente do Governo de Minas. 

Em uma semana, o grau de risco avançou alguns pontos, o que tem relação com os pacientes recebidos de outras cidades, o que fez aumentar a taxa de ocupação de leitos. 

Em 25 de janeiro desde ano, a região entrou na onda amarela, por ter pontuação abaixo dos 20 pontos. 

Após uma semana, permaneceu na mesma onda pela Macrorregião com 17 pontos. Uma semana depois passou para 16 pontos. Depois ficou em 14 pontos.  

O secretário Municipal de Saúde, Alan Rodrigo, destacou o empenho do município em reforçar o enfrentamento em Divinópolis. No entanto, acredita que a pandemia requer cuidados de todos para evitar a proliferação do vírus.  

“Precisamos manter os cuidados com o uso de máscaras e higienização das mãos. As doses enviadas ainda não são suficientes para todos e precisamos ter muita cautela para não voltarmos para onda vermelha”, pontuou.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.