Hospital São João de Deus demite quase 40

Redação

 

Em busca de meios para equilibrar as contas e tirar o Hospital São João de Deus, de Divinópolis, da pior crise das últimas décadas, a atual administração iniciou uma série de demissões. A Assessoria de Comunicação confirmou, hoje (22), o afastamento de 39 funcionários. Entre os demitidos estão enfermeiros, técnicos de enfermagem, profissionais de serviço de higienização e limpeza e de nutrição e dietética.

 

Todos esses empregados receberam baixa na carteira nesta segunda segunda-feira (21). A assessoria ainda informou que todos os demitidos estavam em período de experiência e que a medida “foi necessária devido aos números de atendimentos que entidade vem registrando ao longo destes últimos meses, que vem reduzindo de forma significativa, principalmente os atendimentos de urgência e emergência”.

 

Ainda segundo a assessoria, “esses números não refletem somente no setor de enfermagem. Por isso, além de Técnicos em Enfermagem, foram demitidos alguns colaboradores do Serviço de Higienização e Limpeza e Serviço de Nutrição e Dietética”.

 

O Hospital conta hoje com quase 1,5 mil funcionários e é considerado um dos maiores empregadores de Divinópolis. Estima-se que a dívida da entidade esteja próxima de R$ 100 milhões. São atendidos 55 municípios da região Centro-Oeste.

 

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Curiosa, observadora e questionadora.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.