Skip to main content

“Ingrato comigo”, diz Cleitinho sobre Zema

By 03/08/2022Política

Pré-candidato ao Senado, o deputado se disse decepcionado com o governador que não o chamou para conversar sobre possível apoio à candidatura

Pré-candidato ao Senado, o deputado estadual Cleitinho Azevedo (PSC) se disse “decepcionado” com o governador Romeu Zema (Novo). “Ingrato comigo”, afirmou ao ser questionado sobre um defeito do governador durante entrevista ao podcast do Jornal Estado de Minas, nesta quarta-feira (3/8). A declaração veio um dia após o presidente Jair Bolsonaro (PL) declarar apoio ao deputado.

“Estou um pouco decepcionado. Não que isso vá durar muito tempo. Uma coisa que não guardo é magoa. Eu peço perdão e sei perdoar. Como eu não tive o abraço dele, ele não me abraçou, eu não tenho que abraçar ele. Mas não deixo de reconhecer o trabalho dele, que fique claro isso”, afirmou.

Cleitinho citou o último pleito quando, na contramão do partido em que estava, o Cidadania, apoiou, de forma independente, Zema para o primeiro mandato. Na época, a legenda tinha feito aliança em prol da candidatura de Antônio Anastasia.

Para ele, faltou gratidão por parte do governador ao reconhecer o apoio que recebeu. Cleitinho esperava, pelo menos, uma conversa antes de Zema fechar apoio a um nome na disputa pela vaga no Senado.

O deputado federal Marcelo Aro (PP) foi lançado ao cargo na chapa encabeçada pelo governador.
“Falta de gratidão comigo. Não me chamar para conversar, eu liderando pesquisa para o Senado. Não tive nenhuma conversa com o governador”, disse.

Na reta final da entrevista, questionado sobre um defeito do governo, Cleitinho, então, disparou: “ingrato comigo”. Reconhecendo a atuação dele no governo, usou a palavra “gestor” para atribuir como qualidade.

Carlos Viana

Ao ganhar apoio do presidente Jair Bolsonaro (PL), Cleitinho integrará a chapa que tem como candidato ao governo de Minas, o senador Carlos Viana (PL).

Em visita do governador à cidade, Gleidson atacou

“Estou, neste momento agora, com o Viana”, declarou em um momento da entrevista.