Itapecerica proíbe funcionamento de serviços não essenciais

Decreto prevê proibição até o dia 10 de janeiro; Medida acata recomendação do governo estadual

A partir desta segunda-feira (04/01) apenas os serviços essenciais podem funcionar em Itapecerica, como supermercados, padarias, açougues, farmácias. O prefeito Wirley Reis publicou novo decreto seguindo a recomendação do Comitê Extraordinário COVID-19, do governo do estado. A macrorregião Oeste regrediu para a onda vermelha do programa Minas Consciente. A orientação é válida por uma semana. A regressão e avanço de ondas é revista semanalmente pela Secretaria de Estado de Saúde (Ses) e novo parecer deve ser divulgado entre quarta-feira (06/01) e quinta-feira (07/01).

Em nota, o prefeito disse que a recomendação partiu em “razão da elevada taxa de ocupação dos leitos conveniados e dos leitos destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS) nos hospitais preparados para atendimento dos casos de Covid-19”.

“Assim, considerando que Itapecerica mantém a adesão ao programa estadual “Minas Consciente – Retomando a Economia do Jeito Certo”, visando cumprir as determinações das autoridades sanitárias estaduais e, principalmente, visando resguardar a saúde da nossa população, a Prefeitura publicou hoje um novo decreto, dispondo sobre a alteração, em caráter emergencial e por tempo determinado, das medidas de prevenção à disseminação do coronavírus, que se tornam mais duras, autorizando somente o funcionamento, no período de 4 a 10 de janeiro, dos serviços essenciais”, informou.

Ainda em nota, o prefeito disse que “a prefeitura também está empenhando todos os esforços para a aquisição, com recursos próprios, de vacinas contra a Covid-19 para imunização, prioritariamente, dos grupos de risco, sendo essa uma prioridade do nosso governo”.

“É necessário que todos compreendem e, sobretudo, colaborem para que os efeitos do previsto colapso do sistema de saúde em todo o estado provocado pelo aumento da demanda por leitos hospitalares não seja sentido pelos itapecericanos. Que sejamos responsáveis e conscientes nesta fase que se anuncia como a mais preocupante até o momento, desde o início da pandemia. Que Deus nos proteja e capacite, com muito discernimento, todas as autoridades e profissionais envolvidos nesta empreitada de enfrentamento da doença”, finalizou.

Veja o novo decreto aqui.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.