Skip to main content

“Lula na cadeia”, diz prefeito de Divinópolis que atribuiu entrave do hospital a “servidor de esquerda”

By 15/06/2022junho 16th, 2022Política

Gleidson Azevedo declarou apoio à reeleição de Romeu Zema; Governador esteve em Divinópolis para entrega de viaturas

Declarando apoio à pré-candidatura do governador Romeu Zema (Novo) à reeleição, o prefeito de Divinópolis Gleidson Azevedo (PSC) atacou o pré-candidato a presidente da República Lula (Lula), nesta quarta (15/6). “Lula na cadeia. Não devia nem ter saído”, declarou.

A afirmação foi após relembrar visita do ex-governador Fernando Pimentel (PT) no mandato anterior, quando, assim como Zema, entregou viaturas à Polícia Militar.

Na época, o irmão do prefeito, o deputado estadual e pré-candidato ao Senado, Cleitinho Azevedo (PSC) acusou Pimentel de “quebrar” o Estado. 

Zema esteve hoje pela manhã em Divinópolis.

Azevedo afirmou que “essa turma de esquerda está querendo voltar”. Na sequência declarou apoio ao governador:

“Eu e meu irmão (Cleitinho) fizemos campanha para você. E vamos fazer de novo.”

Na sequência, uma pessoa na plateia interrompeu:

“PT nunca mais”.

O prefeito, então, disparou:

“Lula na cadeia. Não devia nem ter saído”.

Ao mesmo tempo, cobrou do governador a conclusão do hospital regional. Falou que as visitas feitas por ele à Divinópolis não resolveram nada até o momento.

“A gente colou o senhor como governador por saber da eficiência, desburocratização, para fazer gestão. Só que quando a gente vai falar de hospital, de vida, não pode falar de número, tem que fazer o que for e estou vendo uma burocracia tremenda”, comentou acusando “servidores de esquerda” de travar a retomada das obras.

“Tem uma equipe técnica atrás de você e as vezes tem gente de esquerda lá atrás e o senhor não sabe, as vezes, é servidor de esquerda que está travando este hospital”.

O governador afirmou que as obras devem ser retomadas até o final deste ano.

Amanda Quintiliano

Sou fundadora do Portal Gerais. Jornalista por formação e paixão. Curiosa, observadora e questionadora. Mãe da Cecília, na desafiadora e gratificante tarefa de maternar, empreender, realizar-se.