Manifestantes protestam contra Copasa no centro de Divinópolis

“A Copasa destrói ruas, não fornece água, nem trata o esgoto e não é punida! Quem tá errado é o povo?”

Dezenas de moradores protestaram contra a Copasa na manhã desta terça-feira (26) em Divinópolis. Eles coloram uma Kombi no meio do cruzamento das ruas Primeiro de Junho com Goiás.

A manifestação foi contra os constantes atrasos nas obras prometidas pela empresa como a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). Eles também destacaram a falta d’água e os danos deixados nas ruas em manutenções e obras.

“A Copasa destrói ruas, não fornece água, nem trata o esgoto e não é punida! Quem tá errado é o povo?”, consta na faixa.

O trânsito ficou lento na região e a Polícia Militar (PM) foi acionada. A polícia tentou dispersar os manifestantes, entretanto houve confusão e um membro do Sindicato dos Trabalhadores Municipais (Sintram) foi preso. Representantes da entidade participaram da ação.

Sintram se esquiva de responsabilidade

Em nota, o Sintram afirmou que “não teve qualquer responsabilidade na organização deste ato de protesto contra a Copasa”.

“Esclarecemos que o secretário geral, Demetrio Bento, além das atividades no Sintram, exerce atividades como líder comunitário e já esteve presente em vários atos de protesto da cidade, os quais não foram deliberados pela diretoria executiva do Sintram”, informou.

Ainda segundo a nota, “o sindicato é composto de dez diretores e atos de protesto, quando ocorrem, são deliberados em assembleias do funcionalismo ou decididos pela maioria da diretoria executiva”.

“Informamos ainda que o funcionário do Sintram, uniformizado, que estava no momento do ato de protesto contra a Copasa, estava em horário de almoço, não tendo o Sintram responsabilidade pela presença do mesmo no local”, afirmou, completando que o funcionário será “responsabilizado por falar em nome da instituição, sem a devida autorização, em vídeos que circulam na internet”.

 

A Polícia Militar foi acionada (Foto: Divulgação)

 

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.