Skip to main content

Mapa das estradas aponta trechos interditados e com risco em MG

Por 22/12/2022Gerais

Motoristas podem acompanhar com atualização feita em tempo real

O motorista que vai viajar pelas estradas de Minas durante as festa de fim de ano e o período de férias deve ficar atento. Devido ao período de fortes chuvas, ocorrências podem interditar trechos, parcialmente ou totalmente, o que provoca atrasos e mesmo riscos durante os deslocamentos.

Monitorando as condições de tráfego nas estradas do estado, o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG) e a Polícia Militar Rodoviária chamam a atenção do motorista para alguns cuidados e lembram a disponibilidade do Mapa das interdições em rodovias de Minas Gerais mantido pelo Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv) em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal.

Atualizada em tempo real, a ferramenta detalha ocorrências nas estradas e pode ajudar no planejamento de uma viagem mais segura.

O tentente-coronel Carlos Alberto Silva Aleixo Júnior, comandante do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária, destaca as ocorrências mais comuns neste período do ano.

“Tivemos um grande volume de chuva antecipado, o que provoca danos nas rodovias sob nossa coordenação. Os mais recorrentes são barreiras caindo na pista e deteriorização de trechos”.

O policial lembra que o estado conta com cerca de 1.150 policiais militares rodoviários que atuam nas rodovias estaduais e federais delegadas por convênio. Além da fiscalização nessas áreas e da segurança em relação a ocorrências de ilegalidades nas vias, a prevenção faz parte do trabalho dos militares. Nesse sentido, estar atento às dicas de segurança, às condições meteorológicas e à trafegabilidade nas estradas é o mais indicado.

“Disponibilizamos o mapa de pontos de interdição atualizado em tempo real. Acessando, o motorista vai saber informações como queda de barreiras, afundamento de pista, problemas de ponte. Assim que somos avisados de uma ocorrência, a viatura vai ao local, confirma, pega coordenadas e passa para a seção de planejamento que lança no mapa. É muito dinâmico e interessante que cada motorista possa entrar nesse mapa antes de viajar”.

Antes de pegar o volante, o tenete-coronel também indica cautela e bom-senso aos viajantes.

“É preciso evitar pegar a estrada com chuva intensa. Se surpreendido, o motorista deve encostar o veículo. Também estar com a manutenção do carro em dia antes de sair. Pneus, paleta do limpador de parabrisa, faróis, tudo deve estar funcionando bem”.

Retenção

Nesta quinta-feira (22/12), o DER lista 60 ocorrências em rodovias estaduais. Há problemas como queda de pequenas barreiras ou afundamentos de pista que podem ter motivado tráfego em faixa mais estreita.

O órgão reforça que todos os pontos estão devidamente sinalizados e sendo monitorados constantemente.

Existem, também, quatro locais onde a pista foi totalmente interditada por queda de grandes barreiras e rompimentos de bueiro, são estes:

LMG-744 – km 17 – Nacip Raydan – Marilac

LMG-750 – km 7 – CMG-259 a São Geraldo da Piedade

LMG-746 – km 22 – Chapada de Minas – Monte Carmelo

LMG-820 – km 1 – entroncamento BR-262 – São Domingos do Prata

Em todos os segmentos há rotas de desvios por estradas locais.

Plantão permanente

O DER-MG tem trabalhado em regime de plantão em todas as Unidades Regionais durante o período de chuvas. Em qualquer ocorrência registrada nas rodovias sob responsabilidade do órgão, a meta é chegar ao local em até 4 horas e começar os trabalhos de desbloqueio em, no máximo, 24 horas.

Em casos mais graves, o prazo é de até 48 horas para que equipe de sondagem e projetistas comecem a realizar as primeiras análises e apontar quais soluções serão adotadas.

Outra providência a ser adotada pelo DER-MG durante a estação das águas é, no caso de interrupções, tentar implementar pequenos desvios, próximos aos pontos afetados, para que a circulação de veículos seja restabelecida no mais curto prazo possível.