Skip to main content

Médico do CSSJD realiza implante inédito para monitoramento do ritmo do coração

Por 16/12/2022Gerais

Este dispositivo auxilia na identificação das causas e da origem de tonturas, palpitações, dor no peito, síncope e falta de ar

Você sabe o que é um looper Implantável? Estamos falando de um pequeno dispositivo implantado no tecido subcutâneo da região torácica com o objetivo de documentar possíveis arritmias cardíacas e relacioná-las com sintomas que ocorrem com pouca frequência como, por exemplo, de forma anual, o que na maioria dos casos dificulta o diagnóstico. E, mais uma vez na vanguarda, o Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD) é o primeiro hospital da região a realizar este implante.

De acordo com o Cardiologista/Arritmologista, Dr. Daniel Soares Sousa, este dispositivo é indicado para o monitoramento do ritmo do coração, quando se presume que os sintomas podem estar relacionados a arritmias cardíacas.

“Este dispositivo vem para auxiliar na identificação das causas e da origem de tonturas, palpitações, dor no peito, síncope e falta de ar, além de pacientes com risco de arritmias cardíacas que mesmo após a realização de diversos exames, permanecem sem uma explicação para tais sintomas. Ele ainda auxilia, em casos de AVCs – Acidente Vascular Cerebral isquêmicos que possam estar relacionados a arritmias cardíacas”, destacou.

O procedimento foi um sucesso e agora a paciente aguarda em casa o monitoramento da atividade cardíaca. Ainda de acordo com o médico, o equipamento registra a atividade elétrica cardíaca durante 24h por dia, 7 dias por semana e 365 dias por ano, por até 5 anos.

“Em alguns casos, os sintomas e as arritmias ocorrem muito esporadicamente, e por isso outros exames com tempo de monitorização cardíaca menor tem baixa sensibilidade para detectar o correto diagnóstico. No entanto, com o dispositivo gravando por longo período, podemos aguardar o paciente ter um sintoma, mesmo que demore meses e analisamos o ritmo do coração gravado durante esse momento. Assim , verificamos se o evento teve ou não, relação com alguma arritmia cardíaca”, completou.

A primeira paciente do CSSJD a receber o implante é a Zeli Barbosa, que segue em monitoramento.

“Tudo ocorreu muito bem. Senti apenas um leve desconforto no momento da inserção e agora, estou em fase de monitoramento, momento em que foram suspensas as medicações e agora aguardamos o surgimento de algum sintoma. O atendimento do Hospital é nota 10! Que Deus continue abençoando todos os profissionais”, finalizou.

Para o Diretor Administrativo do CSSJD, André Waller, a inovação da colocação desse implante trará excelência no atendimento.

“Nossos pacientes passam a contar com mais um importante procedimento que traz um dispositivo compacto e ainda mais seguro que auxiliará no diagnóstico, colocando mais uma vez o nome do CSSJD entre os principais no que tange a Alta Complexidade”, destacou.

Ao realizar mais um procedimento inédito na região, o CSSJD vem cumprir sua visão de “consolidar-se com um dos melhores complexos de saúde do Brasil em gestão assistencial, promovendo conhecimento, inovação e excelência nos processos”.