Milton Nascimento acusa candidata a prefeita de Pitangui de usurpar de direitos autorais

“Manobra nojenta e vergonhosa”, afirmou o cantor em nota de repúdio; “Imagine então do que ela seria capaz depois de tomar posse”, disparou

O cantor Milton Nascimento emitiu nota de repúdio contra a candidata à prefeita de Pitangui, região Centro-Oeste de Minas Gerais, a ex-deputada federal Maria Lúcia Cardoso (MDB). Ele a acusa de usurpar dos diretores autorais da canção “Maria Maria” no uso da campanha. Na postagem feita no Facebook, ele tratou classificou o ato como “manobra nojenta e vergonhosa”. A canção também é de autoria de Fernando Brant.

“É com extrema indignação que viemos por meio deste comunicado denunciar e repudiar esse ato de violação da Lei 9.610/98 (Lei dos Direitos Autorais) por parte da candidata do MDB.”

Segundo o cantor, medidas judiciais serão tomadas e a candidata irá responder judicialmente. Ele alega        que ela se negou “a resolver amigavelmente”.

O cantor ainda deixou o que chamou de “alerta aos eleitores”.

“Neste caso, a candidata Maria Lúcia Cardoso, antes mesmo de possivelmente ser eleita, já infringiu gravemente uma Lei Federal que visa proteger as criações intelectuais e seus autores, imagine então do que ela seria capaz depois de tomar posse, já com o poder, o diploma e, principalmente, a caneta de Prefeita em suas mãos. Fica aqui a reflexão”, postou.

Vídeo retirado

A assessoria de comunicação confirma o uso da canção e tratou como “equívoco”. Disse que a equipe não tinha as devidas orientações. Afirmou que ele foi retirado imediatamente a partir do contato da equipe do cantor e que estranhou a nota publicada. Segundo a assessoria, o caso aconteceu no início da campanha e só agora Milton tornou o caso público. “Não sabemos porque”, afirmou a assessoria.

Leia nota do cantor na íntegra:

“NOTA DE REPÚDIO

Com a chegada das eleições municipais de 2020, mais uma vez somos obrigados a ver candidatos usurpando os direitos do autor e usando a obra intelectual alheia em suas próprias campanhas. Desta vez, esse tipo de manobra (nojenta e vergonhosa) foi utilizada por MARIA LUCIA CARDOSO, candidata à Prefeitura de Pitangui (MG) pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB). A música em questão foi MARIA MARIA (Milton Nascimento e Fernando Brant), que a candidata usou sem a necessária autorização prévia por parte de seus autores. É com extrema indignação que viemos por meio deste comunicado denunciar e repudiar esse ato de violação da Lei 9.610/98 (Lei dos Direitos Autorais) por parte da candidata do MDB.
Já estão sendo tomadas (por parte de nossos advogados) medidas processuais cabíveis para que a candidata possa responder judicialmente sobre esse ato, já que se negou a resolver amigavelmente essa questão.
Sendo assim, vale a pena deixar aqui um alerta para que os eleitores fiquem cada vez mais atentos aos atos de seus candidatos.

Neste caso, a candidata MARIA LUCIA CARDOSO, antes mesmo de possivelmente ser eleita, já infringiu gravemente uma Lei Federal que visa proteger as criações intelectuais e seus autores, imagine então do que ela seria capaz depois de tomar posse, já com o poder, o diploma e, principalmente, a caneta de Prefeita em suas mãos.
Fica aqui a reflexão.”

 

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Curiosa, observadora e questionadora.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.