Ministro da Economia tomou decisão equivocada, dispara Domingos Sávio

O deputado criticou o fim das tarifas antidumping cobradas sobre a importação de leite; O imposto tinha o objetivo de proteger os produtos nacionais

O governo anulou nesta semana tarifas antidumping cobradas sobre a importação de leite em pó, integral e desnatado da União Europeia e da Nova Zelândia. A medida foi criticada pelo deputado federal, Domingos Sávio (PSDB). Se declarando a favor do governo Bolsonaro, afirmou que é necessário destacar os errados.

Sávio disse o ministério da Economia, Paulo Guedes e a equipe dele cometeram um erro ao anular as tarifas.

As taxas, de 14,8% e 3,8%, respectivamente, eram cobradas desde 2001 e tinham o objetivo de proteger os produtores nacionais, garantindo preços estáveis no mercado interno.

A suspensão foi feita por meio de circular do Ministério da Economia, publicada no Diário Oficial da União na última quarta-feira (6).

Em nota, a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag) classificou a decisão como “absurda”. A entidade alega que o leite europeu é “altamente subsidiado” e que sua entrada no Brasil “vai impactar duramente o preço do leite nacional, que já sofre com preços baixos”.

Veja o que diz o deputado federal:

 

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.