Skip to main content

Paulo Betti abre o 1º Festival Santo Antônio das Artes em Samonte

By 18/11/2022Cultura

Evento será realizado de 25 a 30 de novembro; Espetáculos teatrais serão gratuitos

Localizada no centro-oeste mineiro, Santo Antônio do Monte recebe o 1º Festival Santo Antônio das Artes. Com realização da produtora cultural e jornalista Candice Frederico, em parceria com a atriz e produtora cultural Juliana Martins, o evento traz espetáculos teatrais adultos, infantil e acontecem no Poliesportivo Renato Azeredo – Centro, onde será montado um palco exclusivamente para viabilizar as peças.

Com o objetivo de valorizar, disseminar, promover e fomentar a cultura, sobretudo possibilitar o acesso do público a este tipo de arte, o festival acontece de forma gratuita, entre os dias 25 e 30 de novembro e conta com Lei Federal de Incentivo à Cultura, patrocínio da Cemig, copatrocínio do Sicoob Credimonte e apoio cultural da Prefeitura Municipal de Santo Antônio do Monte. Há também apoio cultural dos comerciantes locais.

As palestras têm 50% das vagas destinadas para estudantes e professores da rede pública de ensino e precisam ser reservadas através do telefone (37) 3281-7552 (Secretaria de Cultura) ou através do e-mail: festivalsantoantoniodasartes@gmail.com.

A abertura fica por conta do ator Paulo Betti que trará à cidade o monólogo Autobiografia Autorizada, na sequência, o monólogo O Porteiro, de Alexandre Lino e o espetáculo infantil Histórias de Papel da Cia Patética, todos do eixo Rio/São Paulo. Haverá também as palestras Fotografia e Arte, A Arte Transforma e Empreendedorismo Cultural, e uma oficina para crianças a partir de 4 anos. Focada no universo lúdico com criatividade e fantasia com leitura de poemas de Cecília Meirelles.

É de extrema importância proporcionar cultura no interior do Brasil, há vários municípios carentes neste setor.

“Nasci em Santo Antônio do Monte, boa parte da nossa população nunca foi ao teatro. Trabalho há mais de 10 anos com cultura nos grandes centros e juntei essa experiência que adquiri com o sonho de criar um festival cultural gratuito para a população da minha cidade”, relata Candice.

Candice Frederico convidou Juliana Martins que tem larga experiência em produção de teatro para trabalharem juntas no festival.

“Viajei muito pelas capitais do Brasil e percebo a necessidade de levar teatro ao interior, para promover a acessibilidade da cultura. É uma honra fazer parte deste projeto, além de sermos amigas, é gratificante proporcionar cultura no interior de Minas”, conclui Juliana.