PC instaura inquérito para apurar incêndio que deixou dois mortos em Nova Serrana

Dois adolescentes morreram carbonizados e um adolescente está internado em Belo Horizonte

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) instaurou inquérito para apurar as causas do incêndio em uma fábrica  ocorrido nesta terça-feira (16), no bairro Padre Libério, em Nova Serrana. Equipes da PCMG, peritos e investigadores, estiveram no local dando início aos trabalhos de polícia judiciária, com procedimentos periciais e coleta de informações. O laudo pericial deverá ser concluído em até 30 dias.

Inicialmente, fala-se em indícios de que o incêndio tenha começado na cozinha, provavelmente devido ao gás. O fogo começou no horário do almoço. A empresa de chinelos tem cerca de 14 funcionários.

Pelos levantamentos, há, até o momento, duas vítimas fatais: dois adolescentes de 15 e 16 anos. Os corpos foram sepultados nesta quarta-feira (17). 

Uma terceira vítima, de 18 anos, está internada no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. O estado de saúde dele era grave. A unidade não atualizou a informação.

Segundo a delegada regional de Nova Serrana, Angelita Viviane Soares, ao longo do inquérito serão ouvidos os responsáveis legais pela empresa, funcionários e testemunhas, além de familiares das vítimas.

A PCMG ainda vai certificar, dentro dos trabalhos investigativos, a documentação legal da empresa, como alvará de funcionamento e autorização do Corpo de Bombeiros.

 

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.