Skip to main content

Polícia Civil estoura fábrica clandestina de sabão em pó em Pará de Minas

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), nessa quinta-feira (9/6), localizou um galpão que estava sendo utilizado como fábrica clandestina de sabão em pó, no município de Pará de Minas, região Centro-Oeste do estado. A operação resultou na apreensão de aproximadamente 36 toneladas de produto falsificado. Ao todo, 21 pessoas foram conduzidas à delegacia, sendo que dois homens, apontados como responsáveis pelo galpão, foram autuados em flagrante e encaminhados ao sistema prisional.

Durante a ação de ontem, uma equipe policial flagrou a chegada de um caminhão que estava sendo carregado com expressiva quantidade de sabão em pó, já embalado e pronto para ser distribuído. Além do material falsificado, foram apreendidos um caminhão, uma caminhonete e uma van, bem como uma arma de fogo, munições e uma porção de maconha.

A perícia técnica compareceu ao local e efetuou os seus trabalhos visando constatar a fraude. O inquérito policial já foi instaurado, e as investigações seguem visando apurar, por completo, a autoria e a propriedade do galpão e de todo o maquinário utilizado para a falsificação do material. Ações de fiscalizações em redes de supermercado também estão em curso a fim de identificar suspeitos de envolvimento no esquema e apreender o produto falsificado.

Outras operações

Duas ações semelhantes foram deflagradas pela PCMG em Nova Serrana, em 2021, quando, no total, cerca de 75 toneladas de sabão em pó foram apreendidas. Outra grande apreensão, de aproximadamente 300 toneladas do material falsificado, foi registrada, em fevereiro deste ano, nas cidades de Divinópolis, Itaúna e São Gonçalo do Pará.