Skip to main content

Por apoio a Lula: Lista de boicote a comércio vai parar na polícia em Cláudio

By 04/11/2022Política

Mensagem circula no WhatsApp com nomes de empresas e proprietários que teriam apoiado o presidente eleito Lula

Um grupo de empresários e prestadores de serviço registrou boletim em Cláudio (MG) contra uma lista intitulada “Comerciantes Ptralha”. A mensagem começou a circular pelo WhatsApp um dia após o segundo turno. Ela ainda incentiva as pessoas a boicotarem o comércio de quem teria, supostamente, apoiado o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Se está insatisfeito com as urnas, vamos deixa-los insatisfeitos com as vendas”, diz a mensagem que acompanha a lista.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, há também “relatos homofóbicos, de cunho difamatório e injurioso”.

O advogado do grupo, Luiz Guilherme Terra disse que a medida é para dar conhecimento a autoridade policial sobre os fatos.

“Vai ocorrer essa investigação para se chegar aos autores ou autor desta lista”, disse.

Alguns nomes foram citados no boletim como suspeitos de terem criado e enviado a lista que inclui também nomes de políticos, jornalista e influenciadores.

Segundo o advogado pelo menos três crimes são cometidos: difamação, injúria e também com base na Lei 7.716/89 que define os resultantes de preconceito de raça e cor.

Após a apuração e identificação dos suspeitos, também deverá ser ajuizada ação cível para indenização.

“Uma vez que há relatos de comerciantes, de empresários que já estão tendo prejuízos em decorrência dessa lista”, esclareceu Terra.

Imagem denegrida

O nutricionista Marcelo Eustáqui de Sousa Alves foi um dos alvos dos suspostos bolsonaristas. Ele disse que teve a imagem usada indevidamente e que, por isso, se sentiu lesado.

“Sou a favor de qualquer tipo de mobilização, de manifestação, afinal a gente vive em um estado democrático, pelo menos, é o que a gente espera, desde que essas manifestações, sejam pacíficas. Sejam manifestações que não difame a integridade, a moral, física, social da pessoa. O que não aconteceu, como a gente pode ver na lista (…) Me denegriram e me senti lesado. O pessoal bolsonarista é intolerante, não demonstra afeto, respeito com o outro”, afirmou.

O vereador da cidade Darley Lopes (Cidadania) também aparece na lista. Para ele, ela foi feita por “criminosos”.

Veja nota na íntegra do parlamentar:

“Sempre acreditei na democracia. Respeitar os princípios democráticos é o básico para se viver em sociedade, por isso apoio e participo das ações que vem sendo tomadas contra estes criminosos.

Essa tentativa de atacar comerciantes, empresários, influenciadores, agentes políticos, cidadãos de bem da nossa cidade é uma atitude de baixo nível e sem precedentes.

Deixo aqui meu repúdio e indignação aos autores que nem sequer tiveram coragem de mostrar a autoria desses ataques.

A democracia deve ser respeitada em todos os âmbitos, isso é a pluralidade que é representada pela alternância de poderes que acontece inclusive a frente do Governo Federal do Brasil.”

A Polícia Civil informou que tem conhecimendo sobre a lista e que as medidas necessárias estão sendo tomadas.