Praça do Santuário será palco da releitura de Romeu e Julieta

 

Em 2016, o mundo celebrou 400 anos da morte de William Shakespeare. Em oficinas de formação teatral, o Grupo Teatro Kabana assumiu o desafio de montar textos do autor com jovens atores, moradores de pequenas localidades de Minas Gerais. A Trupe Teatro Buriti, de Buriti Grande, povoado de Martinho Campos, escolheu reinventar de forma particular a tão contada história de Romeu e Julieta. Depois de passar por 5 cidades do centro oeste do estado, o grupo apresenta a montagem na Praça do Santuário, em Divinópolis, no dia 3 de setembro. A entrada é franca.

Na releitura do clássico, o pandeiro foi eleito como o principal elemento de cena. A partir do instrumento, a trilha sonora percorre ritmos brasileiros e, assim, conduz a montagem. Romeu e Julieta – Do Mandacaru ao Buriti é uma narrativa que transita pela cultura popular do nordeste brasileiro e pela mineiridade expressa no universo de Guimarães Rosa, em suas veredas de buritis. Uma trupe de cantadores e contadores de histórias narra em verso, prosa e música, a mundialmente conhecida tragédia de dois jovens que se amam, mas são filhos de famílias inimigas.

A Trupe Teatro Buriti  foi formada em 2013 a partir das Oficinas de Formação Teatral do Grupo Kabana. O projeto integra o Programa BioFlorestas em Cena, uma iniciativa da ArcelorMittal BioFlorestas, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.  A montagem confirma para os jovens que o teatro, como arte universal, pode levá-los a transpor os limites de sua “aldeia”. Mauro Xavier é o responsável pela direção do trabalho e Nélida Prado pela dramaturgia.

Kabana

Há 37 anos, o Grupo Teatro Kabana desenvolve pesquisa, experimentação e montagens, trabalhando diferentes linguagens e tendências das artes cênicas, com foco no teatro de rua, no teatro de bonecos e no circo-teatro. Desde a sua fundação, o grupo se volta também para a pesquisa do teatro popular e para o processo de formação cultural e artística de jovens. A participação em 12 Festivais de Inverno da UFMG e as oficinas ministradas no T.U. (Teatro Universitário) foram determinantes para esse desenvolvimento. Apoiados nessas experiências, o grupo vem contribuindo para a formação de novos grupos teatrais no interior de Minas. A Trupe Teatro Buriti é resultado desse trabalho de democratização e interiorização das artes, que consolida um fazer artístico transformador.

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Pós-graduada em Marketing e Comunicação Integrada.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.