Prefeitura trata como “infundada” e “vazia” denúncia de assédio moral contra servidora

Órgão alega que afirmações foram propagadas para “denegrir a imagem de uma servidora empenhada e comprometida”

A prefeitura de Divinópolis divulgou nota, nesta segunda-feira (18), negando qualquer denúncia contra uma servidora do setor de comunicação que teria cometido assédio moral contra colegas. A informação propagada na semana passada por um site da cidade foi tratada como “infundada” e vazia” pelo órgão.

Gabriela Alvarenga foi nomeada para o cargo de Gerente de Comunicação. Técnica, ela é graduada em jornalismo com MBA em Gestão da Comunicação Integrada e pós-graduada em Redes Sociais Virtuais. Ela já atuou outras vezes na prefeitura inciando como estagiária em 2007 e 2009. Em 2015 foi nomeada para cargo no setor e retornou no ano passado, passando pelos últimos mandatos.

Ela tem se destacado na função e no relacionamento com profissionais da área.

Leia a nota na íntegra:

“Com o objetivo de cessar a propagação de informações infundadas sobre assédio moral praticado no setor de Comunicação da Prefeitura, a Administração Municipal vem a público destacar que não existe nenhum tipo de registro interno a respeito desses fatos, seja na esfera da Secretaria de Governo (pasta a que se subordina o setor da Comunicação), seja junto aos setores que oferecem canais abertos aos servidores para apresentação de denúncias ou reclamações, dentre eles, o Departamento Pessoal ou o Serviço de Ouvidoria.

Assim, as vazias afirmações lançadas somente se prestam ao papel de denegrir a imagem de uma servidora empenhada e comprometida com seu mister, cumprindo com competência e zelo as funções que lhe são atribuídas, em especial, no atual e delicado momento vivido por todos diante da pandemia enfrentada, quando a Comunicação tem papel fundamental no processo de conscientização da população.

Ressalta-se que, segundo informações prestadas pela própria servidora, medidas policiais/judiciais estão sendo providenciadas com o intuito de barrar a propagação de falsas notícias acerca desses fatos.

Quanto ao acesso aos cargos comissionados da Prefeitura, todos observam os requisitos constitucionais para nomeação, sendo os ocupantes capacitados para tanto, sempre observados os critérios de chefia, assessoramento e direção, relacionados à fidúcia junto ao chefe do Executivo Municipal.

Desta forma, a Administração Municipal espera que questões de foro pessoal relacionadas a este caso não encontrem ressonância, reafirmando o seu compromisso com a busca da verdade dos fatos e o bem comum de todos os cidadãos.”

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.