Skip to main content

Recursos de acordo ambiental são usados para infraestrutura do Parque da Ilha

By 20/09/2022Gerais

Função de novo piso é evitar a proliferação de carrapatos de capivara que rotineiramente infestam alguns pontos do município, incluindo o local

O Ministério Público de Minas Gerais, por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo e Patrimônio Histórico e Cultural de Divinópolis, auxiliou com os custos da compra e instalação de um piso especial para o Parque Ecológico Doutor Sebastião Gomes Guimarães, popularmente conhecido como Parque da Ilha, de Divinópolis, município do Centro-Oeste de Minas.  

A função desse novo piso é evitar a proliferação de carrapatos de capivara que rotineiramente infestam alguns pontos do município, sobretudo o parque. Para a aquisição, o MPMG destinou verba de R$ 300 mil, oriunda de compensação ambiental, objeto de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), celebrado a Gerdau, unidade Divinópolis.

Ao todo são mais de 3.500m² de pisos intertravados e drenantes, possibilitando novas áreas de convívio e lazer, espaços multiusos e culturais, além de um sistema de biossegurança perimetral em toda área de circulação do Parque da Ilha, que conta com 200 mil metros quadrados de extensão e é delimitado pelo rio Itapecerica e pelo canal de adução da usina hidrelétrica desativada da Rede Ferroviária Federal.  

O parque possui bens de utilidade pública, como mobília urbana para atividades de lazer infantis, quadras de esportes, calçadão e pista de skate.

Marcelo Lopes

Graduado em jornalismo e apaixonado por esportes e histórias.