Região avança para onda verde e Divinópolis pode ampliar flexibilização da economia

Duas novas macrorregiões de Saúde passarão a integrar a onda verde do plano Minas Consciente, a mais avançada do programa criado pelo Governo de Minas para garantir a retomada segura e responsável da economia no estado. Além da manutenção das regiões  Norte e Triângulo do Sul nesta etapa, as regiões Oeste e Centro-Sul progridem para a onda verde, depois de 28 dias na onda amarela, graças aos bons índices epidemiológicos. As mudanças foram definidas nesta quarta-feira (16/9), em reunião do Comitê Extraordinário Covid-19, após a análise semanal da situação da pandemia no estado.

Na prática isso significa que Divinópolis e os demais municípios que compõem a macrorregião poderão avançar na flexibilização das atividades econômicas. A decisão ficará a cargo de cada prefeito. A microrregião de Divinópolis já podia avançar, entretanto algumas cidades optaram em seguir a macro que estava, até então, na onda amarela. Cláudio era o único município que havia avançado.

A onda verde compreende o último nível do plano Minas Consciente, fase em que é permitida a maior parte das atividades, como bares com música ao vivo, cinemas e parques. Todas as aberturas devem respeitar os protocolos estipulados pelo Governo de Minas, que incluem padrões de distanciamento social e práticas de higienização.

O governador Romeu Zema ressaltou que as mudanças estão em sincronia com a estabilidade do número de casos e óbitos no estado, seguindo a tendência de queda desses índices. Ainda assim, o chefe do Executivo reforçou a necessidade dos cuidados sanitários, como uso de máscara e álcool em gel.

“Só tivemos desta vez boas notícias. Nenhuma região regrediu, ou seja, nenhuma região que estava na onda verde voltou para a amarela e nenhuma região que estava na amarela regrediu para a vermelha. O que nós tivemos foram apenas movimentos positivos. O número de casos e número de óbitos no Estado continua declinando”, disse o governador.

O pode funcionar na onda verde:

 

– Atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança e circo;
– Cinemas;
– Feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas, bufê;
– Parques de diversão, discotecas, boliches, sinuca;
– Bares com entretenimento (shows e espetáculos);
– Serviços de colocação de piercings e tatuagens.

 

 

 

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.