Samonte ganhará subestação da Cemig a partir de 2022

A cidade é abastecida pela vizinha, Pedra do Indaiá e enfrenta constantes quedas de energia

Ilídio Luciano

Santo Antônio do Monte contará com uma subestação da Cemig, para o abastecimento de energia elétrica exclusiva para a cidade, a partir de dezembro de 2022.

O deputado estadual, Professor Wendel Mesquita (Solidariedade), foi o articulador de reunião que uniu empresários do município e representantes da Cemig, nesta terça-feira (11) e definiram a implantação do empreendimento, que terá investimento total de R$ 21 milhões.

Sandra Cristina Nascimento, que é assessora parlamentar do deputado, falou em nome de seu assessorado, sobre a importância do empreendimento para a cidade, que vê a possibilidade de atração de empresas para o município, a partir da implantação do projeto.

“Até a implementação da subestação, propriamente dita, haverá a disponibilização de R$ 1 milhão, para a preparação do terreno que irá receber o empreendimento. Depois disso, a Cemig fará o processo licitatório, para aquisição dos equipamentos necessários para as obras, será uma subestação mais compacta, depois irão identificar o local onde será instalada, posteriormente a compra do local indicado pela Cemig”, detalha.

Início das obras

A obra propriamente dita, está prevista para iniciar em fevereiro de 2021, com término até julho de 2022. A intensão é de início das operações até dezembro do mesmo ano. Com o início das operações da nova subestação elétrica, Samonte deixará de ser abastecida pelo município de Pedra do Indaiá, como acontece atualmente.

Sandra acredita que, o empreendimento será importante para a solução de problemas enfrentados principalmente por produtores rurais, que ficam sem o abastecimento elétrico, nos dias em que há fortes chuvas na cidade.

“O serviço ganhará uma qualidade adicional muito importante para Santo Antônio do Monte, porque atualmente, qualquer chuva forte que cai sobre a cidade, o abastecimento de energia elétrica fica comprometido. A cidade fica sem luz, por um determinado período de tempo, principalmente os moradores da zona rural, ficam completamente sem energia”, lembra.

Emprego e renda

Concluindo, Sandra vislumbra novos empreendimentos de ordem comercial para a cidade, que passará a apresentar para os empresários, condições de abastecimento energético mais estável, com a implantação do novo empreendimento da Cemig.

“Acreditamos também que, com a implantação dessa subestação, haverá um aumento de empresas interessadas em se instalar em Santo Antônio do Monte, pois há o interesse no acréscimo da produção aviária, para o abastecimento da empresa que processa esse produto na cidade. Acreditamos que a geração de emprego e renda tende a aumentar, já que os empresários passarão a confiar mais no abastecimento elétrico”, confia e encerra.

Foto de capa: Prefeitura de Samonte/Facebook

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.