Skip to main content

Samu irá operar em mais 12 municípios de MG a partir deste sábado (1/10)

By 29/09/2022Gerais

Veja quais cidades passam a contar com o serviço e quando ele deve ser acionado

Doze municípios da região Centro contarão com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) a partir deste sábado (1/10). A área de atuação do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste para Gerenciamento dos Serviços de Urgência e Emergência (CIS-URG Oeste) será estendida.

O Serviço entrará em operação nas cidades de Bonfim, Brumadinho, Crucilândia, Esmeraldas, Florestal, Igarapé, Juatuba, Mário Campos, Mateus Leme, Piedade dos Gerais, Rio Manso e São Joaquim de Bicas.

Inicialmente esses municípios serão atendidos através de cinco bases descentralizadas, com duas Unidades de Suporte Avançado (USA), sediadas em Brumadinho e Juatuba, e cinco Unidades de Suporte Básico (USB), que ficarão nas bases de Bonfim, Brumadinho, Juatuba, Mateus Leme e São Joaquim de Bicas.

A partir do mês de novembro o município de Esmeraldas também contará com uma Unidade de Suporte Básico (USB).

Mais de 100 profissionais, que fizeram o processo seletivo, já estão devidamente capacitados e contratados para o atendimento à população.

A ampliação da área de cobertura faz parte do projeto da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), seguindo a Política Nacional de Atenção às Urgências (PNAU), com ênfase no aumento da cobertura do SAMU em Minas Gerais, que tem o objetivo de universalizar a assistência do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.

O Investimento feito pelo Estado junto ao CIS-URG Oeste foi de R$ 6,5 milhões. O Custeio será arcado inicialmente, em sua maior parte, pelo Estado de Minas Gerais e complementado com participação dos municípios através do contrato de rateio.

“Nós esperamos que, assim como fazemos na região oeste, seja realizado um trabalho de excelente qualidade, que as pessoas atendidas sejam devidamente respeitadas e acolhidas na assistência à saúde em situações de urgência e emergência”, comenta José Marcio Zanardi, Secretário Executivo do CIS-URG Oeste.

Número de telefone

O CIS-URG Oeste reforça que nesses novos municípios, durante a implantação do 192, o atendimento deve ser solicitado através do número alternativo (37) 3690-3292 ou por meio do aplicativo 192 Fácil, disponível nas lojas de aplicativos para celular, que permite a realização de chamadas via internet.

Estas alternativas de acionamento do SAMU deverão ser utilizadas temporariamente devido ao não cumprimento de prazos da empresa de telefonia Oi, responsável pelas ligações para serviços públicos de emergência e de utilidade pública.

“O CIS-URG entrou com uma medida cautelar à Justiça e comunicou ao Ministério Público solicitando as providências necessárias para que a empresa disponibilize o tridígito 192 para estes novos municípios o mais rápido possível, a fim de que a população não seja prejudicada no acesso ao serviço”, conclui José Marcio Zanardi.

Quando Chamar o SAMU 192?

O atendimento do SAMU 192 começa a partir do chamado telefônico ou pelo aplicativo 192 Fácil, quando são prestadas orientações sobre as primeiras ações. Os técnicos do atendimento telefônico identificam a emergência e coletam as primeiras informações sobre as vítimas e sua localização.

Em seguida, as chamadas são transferidas para um Médico Regulador, que presta orientações de socorro às vítimas e determina o empenho das ambulâncias quando necessário.

As viaturas do SAMU 192 são distribuídas estrategicamente, de modo a otimizar o tempo-resposta entre os chamados da população e o encaminhamento aos serviços hospitalares de referência.

Quando acionar o SAMU:

Na ocorrência de problemas cardio-respiratórios;
Intoxicação exógena e envenenamento;
Queimaduras graves;
Na ocorrência de agressão física;
Trabalhos de parto em que haja risco de morte da mãe ou do feto;
Em tentativas de suicídio;
Crises hipertensivas e dores no peito de aparecimento súbito;
Quando houver acidentes/traumas com vítimas;
Afogamentos;
Choque elétrico;
Acidentes com produtos perigosos;
Suspeita de Infarto ou AVC (alteração súbita na fala, perda de força em um lado do corpo e desvio da comissura labial são os sintomas mais comuns);
Agressão por arma de fogo ou arma branca;
Soterramento, desabamento;
Crises Convulsivas;
Transferência inter-hospitalar de doentes graves;
Outras situações consideradas de urgência ou emergência, com risco de morte, sequela ou sofrimento intenso.