Saúde alerta sobre uso incorreto dos termômetros em Divinópolis

Estabelecimentos comerciais estão medindo a temperatura pelo pulso; Secretaria explica qual deve ser o procedimento correto

Desde o início da pandemia do novo coronavírus estão acontecendo mudanças no cotidiano dos cidadãos. Através de decretos municipais, os estabelecimentos, devem adotar estratégias para evitar a propagação do vírus. Dentre elas, está o uso termômetros digitais infravermelho para aferir a temperatura dos clientes. A Prefeitura de Divinópolis alerta que o equipamento está sendo usado de forma errada em alguns locais. Ao invés da temperatura ser medida pela testa, eles estão medindo pelo pulso.

O termômetro digital é usado na entrada de supermercados, hospitais, aeroportos, fábricas e outros lugares que precisam manter a movimentação moderada, tem o objetivo de medir a temperatura corporal dos indivíduos. Uma vez que, a febre é um dos sintomas mais comuns do Coronavírus, essa verificação é uma forma de identificar um possível risco e prevenir o contágio.

Principais recomendações de uso correto do Termômetro Digital

De acordo com medidas sanitárias adotadas por Divinópolis a temperatura do cidadão só deve ser medida pela testa, a lente deve estar livre de detritos que possam afetar a leitura. A temperatura ideal deve estar entre 36° e 37,5° e deve ser medida em condições ambientes. A lente do sensor deve estar em um ângulo reto, de 90°, da superfície da testa e deve ser sempre medido em graus Celsius (°C).

Há modelos que possuem dois modos de medição. É importante verificar se o termômetro está no “modo corpo” e não no “modo objeto”, pois só assim poderá exercer sua funcionalidade total.

Faz-se necessário verificar também a distância entre a lente do sensor e a superfície que pretende ser medida no manual de instruções do produto, visto que distâncias maiores poderão ocasionar leituras menores, deixando que uma pessoa febril não seja classificada como tal.

O Termômetro Infravermelho não causa danos à saúde

Fake news propagadas nas redes sociais alegam que usar o aparelho afetaria a glândula pineal, estrutura presente no cérebro e responsável por secretar melatonina, também conhecida como hormônio do sono.

É importante ressaltar que o termômetro não penetra em camadas tão profundas da pele, por isso, não causa dano a glândula e o uso dele no pulso devido a esta justifica não condiz com a realidade.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.