Secretário de Saúde registra representação criminal contra vereador de Divinópolis

Matheus Costa rebate e ironiza: “Amarildo é novo Mandetta de Divinópolis”; Parlamentar acusa o município de fazer farra com o dinheiro público

O secretário municipal de Saúde Divinópolis Amarildo de Sousa registrou representação criminal na Polícia Civil contra o vereador Matheus Costa (Cidadania). A reação foi devido às publicações em redes sociais do parlamentar contra a saúde. Em uma das últimas, ele acusou o governo de “fazer farra com o dinheiro” na compra de “itens caros”.

Costa não detalhou quais seriam os produtos comprados até o momento, simplesmente postou:

“Denúncia da saúde. Em Divinópolis estão fazendo farra com seu dinheiro. Itens caros totalmente desnecessários foram comprados pela Prefeitura. Vou escancarar tudo”, ameaçou o vereador.

DENÚNCIA NA SAÚDEEm Divinópolis estão fazendo farra com seu dinheiro. Itens caros totalmente desnecessários foram comprados pela Prefeitura.Vou escancarar tudo!

Posted by Matheus Costa on Thursday, May 21, 2020

Anteriormente, ele havia feito postagem no mesmo tom, sem citar nomes.

Estão aproveitando a crise na saúde para fazerem farra com o dinheiro público em todo o Brasil. Aqui em Divinópolis eu…

Posted by Matheus Costa on Wednesday, May 13, 2020

 

Ao PORTAL GERAIS ele alegou que está recolhendo as documentações para apresentar a relação das compras. Disse também aguardar posições da prefeitura e que 80% do material já está nas mãos dele.

“Não será acovardado”

Costa destaca que o secretário não foi citado na denúncia e ironizou:

“O Mandetta Amarildo ficou “bravinho” por um post que eu fiz direcionado a saúde sem se quer citá-lo. Foi dar chilique na Polícia Civil e agora vai me processar por difamação”.

Já em nota, ele o acusou de pouco atende-lo e ouvir as demandas dele.

“Me espanta a excessiva sobra de tempo da prefeitura, em especial do setor de comunicação, em emitir notas de repúdio uma atrás da outra, buscando de forma desesperada “lacrar” com palavras em cima de minha atuação”, afirmou.

Disse ainda que o mandato dele “não será diminuído ou acovardado por pressão do sistema”.

“Não temo notas, não temo boletins de ocorrência, muito menos ameaças a mim e a minha equipe de trabalho”, afirmou.

Disse também que não irá “permitir que transformem o período pandêmico em oportunidade para gastarem o dinheiro público como quiserem”.

Não vai se posicionar

O secretário disse, nesta terça-feira (26), ao PORTAL que não irá comentar o caso. Afirmou que foi uma representação pessoal e que aguardará ir para justiça.

“Interesses politiqueiros”

Na semana passada, o governo havia se manifestado em nota, classificando as postagens do vereador como “ataques mesquinhos e infundados. Pediu que o parlamentar respeitasse o momento de preocupação e sofrimento, principalmente, daqueles atingidos diretamente pela Covid-19.

“Nosso pedido é de que o edil não tente transformar a pandemia em um desesperado enredo de campanha eleitoral. Tal posicionamento se torna necessário diante da irresponsabilidade com publicações nas redes sociais que demonstram desconhecimento de um tema tão importante ou mesmo uma ação pautada por interesses meramente politiqueiros”, afirmou a administração em nota.

O governo ainda afirmou que “todas as compras feitas estão devidamente justificadas e amplamente divulgadas no Portal da Transparência”

“Caso o nobre edil tivesse a preocupação de se informar antes de ir para as redes sociais fazer ataques mesquinhos e infundados, saberia também que alguns dos itens que estão sendo comprados ou contratados, dentre eles sacos de manejo para óbitos e contêiner refrigerado, foram, acertadamente, recomendados pelo protocolo de combate a Covid-19 do Governo de Minas Gerais, do qual o senhor diz ser apoiador”, disparou.

A administração encerra a nota dizendo que “como cidade referência no atendimento dos municípios da região, Divinópolis tem que, legalmente, dispor desses equipamentos, como bem sabem todos aqueles que, verdadeiramente, se preocupam com o assunto, vereadores ou não”.

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Pós-graduada em Marketing e Comunicação Integrada.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.