Um grito de liberdade que veio das ruas

Nas manifestações do dia 1 de maio, milhões de brasileiros foram para as ruas de mais de 500 municípios, ecoando o bordão – eu autorizo presidente. Por certo, essas manifestações gigantescas de apoio ao atual presidente Jair Bolsonaro possuem, na sua essência, um grito de liberdade.

Existe uma insatisfação generalizada sobre as formas como prefeitos e governadores conduzem os caminhos da pandemia.

O radicalismo das ações de fechamento do comércio ou mesmo as imagens de trabalhadores ambulantes agredidos, humilhados e até mesmo presos por buscarem o sustento das suas famílias, ajudaram para o transbordamento do caldeirão social.

Com as redes sociais ajudando na divulgação de cenários trágicos, como foi o caso da Argentina, elevada a sétima posição de país com mais miséria no mundo, criou-se um imaginário de que o radicalismo das ações de isolamento trazem mais danos que soluções.

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano

Amanda Quintiliano é editora-chefe do Portal Centro-Oeste. Jornalista por formação e paixão. Curiosa, observadora e questionadora.

Deixe seu comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do PORTAL GERAIS. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O PORTAL GERAIS poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.